• Você tem medo do que os outros vão pensar?

  • #VoltandoAosCachos: Brenda Tenório

  • Reagindo à minha rotina capilar de 2014!

  • janeiro 10, 2020 // Comente

    Oi, genteee! No #VoltandoAosCachos dessa sexta eu trouxe a história da Milena Mascarenhas, de 25 anos que mora em Capitão Enéas – MG. Ela compartilhou comigo seus desafios para passar pela transição e a alegria de ter conseguido! Vale muito a pena ler e se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Vou amar conhecer a sua história!

    Para contar a história da minha transição capilar preciso voltar ao início, voltar para a minha infância. Por diversos motivos eu era uma menina extremamente tímida, possuía características que eram consideradas “fora do padrão” na época: era gordinha, tinha o cabelo volumoso e isso foi causa de bullying na escola. Após sofrer com isso, fiquei desesperada para me “encaixar”. 

    Quando tinha 12 anos fui pela primeira vez à um salão para alisar meu cabelo, me marcou muito a fala da cabeleireira “seu cabelo é tão bonito! Tem certeza que quer alisar?!”. “Bonito” não era um elogio que eu costumava ouvir, mas prossegui com o tratamento, que diminuiu consideravelmente o volume do meu cabelo, esse foi o primeiro de uma sequência feita à cada 3 meses por 7 anos.

    Com o tempo o meu cabelo foi perdendo a vida, se destruindo com alisamentos, chapas e escovas constantes, a ponto de ter que cortá-lo em diversos momentos por conta dos danos. Mesmo tendo o cabelo que eu desejava, isso não supriu minha necessidade de adaptação.

    Mas com o passar do tempo, fui me dedicando ao autoconhecimento e construção pessoal, nisso fui descobrindo e valorizando a pessoa incrível que sou, o que realmente gosto e os caminhos que desejava trilhar.

    Em uma das idas na cabeleireira, ela me lembrou a beleza que meus cachos tinham antigamente e questionou o porque não deixava que crescessem novamente. Percebi que era isso que faltava para eu me reconciliar com a minha história. Te conheci na mesma época, você estava iniciando sua transição e isso me deu força para fazer a minha, força em cada dificuldade, técnicas, penteados e principalmente, força para não desistir. 

    Foi um período de mergulho intenso em mim mesma, uma incrível aventura! Hoje me vejo e me alegro à cada momento por ser livre pra ser quem sou, me amando em cada detalhe. A transição para mim foi um período de cura interior, de amor próprio e hoje transbordo gratidão por esta decisão!


    janeiro 6, 2020 // Comente

    Oi, genteee! No primeiro #VoltandoAosCachos do ano trago para vocês a história da Monica Oliveira, que tem 41 anos e mora em São Paulo. Ela tem um perfil no Instagram e um Blog, se vocês quiserem acompanhar. E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    _

    Sou Monica Oliveira, tenho 41 anos (recém completados), arquiteta e que viveu por mais de 20 anos com processos de tratamento de alisamento, permanentes e escova progressiva.
    Em todos estes anos, vivi a velha história que primeiro era por aceitação, depois por facilidade de cuidados com escovas e chapinhas e por fim, acabei achando que era o que mais combinava comigo: os tais processos realizados no meu cabelo. E não nego, me sentia bem satisfeita.

    Como foram muitos anos, nem me lembrava mais de como era a textura do meu cabelo. É verdade este bilhete!
    No início de 2019, passei por muitas decisões de vida, desde emprego, mudança de casa e faltava enfim algo que jamais tinha imaginado, minha própria imagem precisava sofrer o que dentro de mim já estava acontecendo. Foi então que resolvi ficar por pouco mais de 5 meses sem a progressiva e já ir direto ao Big chop.

    Parecia assustador, mas a decisão foi certeira e durante esse tempo o que fiz foi somente olhar cortes onde mulheres pudessem me inspirar e a partir delas não voltar atrás. Procurei também um profissional que me atendesse e compreendesse minha decisão, nesta busca encontrei a Viviane Gomes, uma profissional sensacional. No dia 24 de março de 2019 fiz meu Big chop, onde depois do corte não havia mais dúvida, essa tinha sido a melhor solução tomada.

    O que mudou foi principalmente a Monica de verdade que existia e que só ressaltou com minha decisão. Me sinto imensamente realizada e feliz! 

    dezembro 13, 2019 // Comente

    Oi genteee! Mais um #VoltandoAosCachos dessa sexta, com a história da Mariana Godoi, que mora no Rio de Janeiro e tem 16 anos. Nessa tag aqui no blog, eu compartilho os depoimentos de vocês sobre o processo da sua transição capilar: seus desafios, seus redescobrimentos e suas felicidades com esse “novo” cabelo. E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Então minha história começa bem pequenininha, começou em 2010, tinha 7 anos, e aql história de sempre né, todo mundo tinha cabelo liso, vivia de cabelo preso, e eu lembro q chorava muitooo ao pentear e cuidar dos meus cabelos, penteava seco (minha mãe não sabia cuidava como liso), e minha mãe resolveu fazer progressiva em mim( ela já fazia nela) e tbm pra acabar com os “amiguinhos” de toda criança os piolhos, e fiz, me achei toda toda, lembro q cheguei na escola esfregando na cara da minha inimigazinha q era pra sempre o meu liso kkkkk.

    Em 2014 quando eu tinha 11 anos (se eu tiver acertando nas contas kkkk) eu cansei não aguentava mais passar pelo processo, tenho problemas respiratórios e fazia a com formol, e ardia o nariz, não conseguia respirar, minha cabeça coçava e falei q não ia mais fazer, minha transição foi muito de boa, pq a raiz do meu cabelo é totalmente lisa, 2 palmos de raiz lisa, então não tive q passar pela parte de 2 texturas, big chop e tudo isso, só deixei crescer, meu cabelo é um 2b, com partes 2a e 2c mas a maior parte é 2b, mas quis compartilhar minha história pela questão de eu quase não ver onduladas nos depoimentos, então quis contar como foi a minha, eu amo seu canal Anninha e me inspira de mais a cuidar bem dos meus cabelos, não perco um videozinho kkkk!!

    O que mudou na sua vida? Acredito q principal minha auto estima, não me achava bonita como hoje, e até quando já tinha passado pela transição mas não sabia cuidar não me achava tão bonita, mas já hoje eu com minhas ondas assumidas, sou apaixonada por mim mesma!

    Instagram has returned invalid data.
    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva