• #VoltandoAosCachos: Ana Paula Antunes

  • O que colocar num kit básico de maquiagem?

  • #VoltandoAosCachos: Thays Regina Gonçalves da Silva

  • outubro 5, 2018 // Comente

    Oi genteee! Sexta-feira é dia da categoria Voltando Aos Cachos e hoje, trouxe o depoimento da Maraisa Silva Martins. Ela mora em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, e enviou a sua história inspiradora pra gente conhecer. Acho que vocês vão se identificar, por isso, espero que gostem! Se quiserem continuar acompanhando, ela também tem um Instagram.E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

     

     

    Tenho 20 anos e passei a vida inteira literalmente alisando o meu cabelo, comecei a alisar com 10 anos, pq eu e minha familia não tinhamos condições que nos permitia esbanjar dinheiro e alisando era de alguma forma mais fácil para a minha mãe cuidar. Cresci assim, sofri com algumas brincadeiras sem graça na escola mas nada que causasse algum trauma, mas eu vivia de cabelo preso, foi a infância inteira assim. Quando virei adolescente e comecei a sair aqui na minha cidade para festas e shows maioria das meninas tinham cabelo liso, então eu não podia ficar de fora né?! E assim eu fui vivendo. Sou católica apostólica romana e tive um encontro com Jesus em um retiro espiritual em 2016, ali eu renasci, muitas coisas mudaram, e algo começou a me incomodar profundamente: a prisão que o meu cabelo se transformou, e não parava por ai, comecei a namorar a distancia e eu precisava de no minimo R$ 200,00 para visitar meu namorado, e advinha só qual era o valor da escova progressiva? Isso mesmo hahah R$ 200,00, ai eu pensei ou eu namoro ou eu faço o cabelo.

     

    Até que no dia 01/08/2018 depois de 4 meses sem fazer progressiva por não ter dinheiro, resolvi fazer meu BC sem ninguém saber, so a minha mãe sabia na verdade, liguei por salão e marquei o corte, liguei para a minha mãe e perguntei o que ela achava e la me disse: Filha, cabelo cresce, vai e corta”, era tudo o que eu precisava ouvir. Fui, cortei, meu pai foi me buscar, porém eu não sabia que minha mãe havia contado a ele, quando eu olhei para o vidro do salão quem estava lá com os olhos brilhando de felicidade todo orgulhoso de mim? Meu Pai, ali eu sabia que eu tinha feito a melhor escolha da minha vida. Depois de um mês de BC eu enxerguei que era assim que Deus tinha feito desde o ventre da minha mãe, ele tinha sonhado comigo assim, Ele pensou em cada detalhe antes do ventre da minha mãe, e eu precisava assumir isso.

    O que é autoestima pra você?: Para mim autoestima é aceitar tudo aquilo que Deus sonhou para mim.

    O que mudou na sua vida depois que você? se aceitou?: Passei a me olhar com mais amor, mais cuidado, aprendi a sair da minha zona de conforto a sair do obvio, e assumir a minha verdadeira identidade diante de Deus.

    setembro 29, 2018 // 3 Comentários

    Oi gente! Hoje eu trouxe o passo a passo desse penteado que eu tA? amando MUITO no momento! Ele A� perfeito tambA�m pra aqueles dias que o cabelo tA? num bad hair day,A�pois deixa o cabelo preso e lindo ao mesmo tempo! Quer saber o passo a passo? EntA?o vem comigo!

    Meu cabelo felizmente nA?o tava num bad hair day, haha, pois eu tinha lavado e cuidado muuuuito no dia anterior, e em breve sai um vA�deo no canal de como fiz toda a rotina pra recuperar meus cachos, aguardem! <3

    Primeiro passo:A�FaA�a uma repartiA�A?o pequena na lateral do cabelo, eu usei um pente garfo mesmo e jA? deu certo!

    Segundo passo: Agora pegueA�um ativador de cachos ou um gel, e aplique na franja, para dar um efeito mais bonito e firme no penteado.

    Terceiro passo:A�Depois, pegue as duas mechas da franja, vA? enrolando para trA?s e prenda com um grampo (ou mais) atA� vocA? sentir que ficou bem firme.

    Quarto passo:A�Agora com um rabicA? mais larguinho, eu vou prender todo o meu cabelo bem baixo pra ficar mais charmoso, e nA?o dou nenhuma volta no rabicA?, apenas prendo todo o meu cabelo.

    E esse foi o resultado final! Gostaram? Me contem aqui nos comentA?rios o que vocA?s acharam desse penteado!A�Um super beijo, fiquem com Deus e atA� a prA?xima!

    setembro 28, 2018 // Comente

    Oi genteee! Tudo bem com vocA?s? No #VoltandoAosCachos de hoje eu trouxe pra vocA?s a histA?ria da Mayara Souza, que tem 18 anos e mora em SA?o Paulo, capital. Ela mandou por e-mail o seu depoimento lindo de transiA�A?o capilar, espero que gostem.A�E se vocA? quiser mandar seu depoimento pra mim tambA�m, A� sA?A�acessar essa pA?ginaA�e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua histA?ria!

     

     

    Minha histA?ria com meu cabelo (que eu me lembro) comeA�a lA? em 2009. Eu acordava cedo pra lavar meu cabelo e quando estava na escola ele armava e eu tinha que prende-lo. NA?o tinha muito o que fazer, eu era uma garota de 9 anos, minha mA?e trabalhava e nA?o tinha como ela fazer trancinhas nos meus cabelos todos os dias. E eu odiava todo aquele volume incontrolA?vel, e na escola as crianA�as eram malvadas, faziam comentA?rios que me machucavam e me deixavam pra baixo. AtA� que em 2010, com os conselhos das meninas da minha escola eu fiz a minha primeira escova progressiva. Foi mA?gico! Eu conseguia dormir por mais tempo jA? acordava pronta para a escola e nA?o perdia horas tentando desembaraA�ar e passar creme nos meus cabelos.A�Nos primeiros anos a escova progressiva foi o alA�vio que eu precisava. Mas claro, eu nA?o era tA?o feliz assim. Tomar chuva era um martA�rio, entrar numa piscina era um pesadelo! Logo meu cabelo mostrava suas raA�zes.A�

     

     

    No ano de 2012 decidi parar com a progressiva. Mas encontrei outros procedimentos para mantA?-lo liso. AtA� que em 2014 meu cabelo estava destruA�do com a quantidade de produtos agressivos e calor excessivo. Tive que cortar o cabelo bem curto para tirar toda a parte quebrada. Desde entA?o, eu nunca mais tive cabelos longos. Periodicamente eu tinha que cortar as pontas duplas e quebradas.A�Mas tudo o que eu queria era ter cabelos longos novamente. Tentei de tudo; remA�dios, shampoos a�?bombaa�?, receitas caseiras… AtA� que em 2017 percebi que o problema nA?o estava no crescimento do meu cabelo. Mas sim, no comprimento dele. Ele nA?o aguentava mais ser escravo da chapinha.

     

     

    EntA?o, em setembro de 2017 (estou comemorando nesse mA?s um ano de transiA�A?o capilar!) eu tomei a decisA?o que marcou o desenvolvimento do meu amor prA?prio: eu estava oficialmente na transiA�A?o capilar depois de maratonar vA?rios vA�deos do Apenas AnaA� . NA?o posso negar que vocA?, Aninha, me deu gA?s e despertou a coragem em mim para fazer isso acontecer!A�Foi uma aventura e tanto. Eu estava no meu primeiro emprego, entA?o tive que improvisar. Fazia milhares de penteados e usei vA?rios mA�todos de texturizaA�A?o. A vontade de desistir nunca foi maior do que a vontade de ter minhas molinhas de volta.

     

     

    Depois de 8 longos meses cortando meu cabelo aos poucos, fiz o big chop. NA?o senti medo, mas fiquei insegura com a opiniA?o das pessoas (isso A� um defeito meu: eu me importo com o que as pessoas dizem). Felizmente, recebi A?timos elogios e palavras que me ajudaram muito.A�Hoje nA?o posso negar! A transiA�A?o nA?o foi sA? capilar. Foi uma transiA�A?o de mente fechada a mente totalmente aberta para novas experiA?ncias! Foi uma transiA�A?o de coraA�A?o, de corpo e de alma! Estou tA?o feliz agora, somos lindas com nossos cachinhos!A�

     

     

    O que A� autoestima pra vocA??: Autoestima pra mim A� poder sentir-me bem comigo mesma, confortA?vel com as minhas escolhas e habitando na minha prA?pria pele. A� aquela sensaA�A?o de que mesmo que todos digam o contrA?rio, eu mereA�o ser feliz independente do penteado que eu faA�a, se eu vou usar maquiagem ou nA?o, ou da roupa que eu escolha para sair de casa.A�

    O que mudou na sua vida depois que vocA? se aceitou?: Tudo mudou! O meu ponto de vista sobre mim e as pessoas a minha volta tomou outro rumo. Sinto que agora posso ser suficiente para mim e para o prA?ximo. Basta abrir meu coraA�A?o e calar todas as mA?s vibraA�A�es!A�

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva