• 5 tutoriais de makes para você usar no dia a dia!

  • #VoltandoAosCachos: Maíra Pereira Gramagol

  • Dicas valiosas pra um “day after” perfeito!

  • fevereiro 13, 2019 // Comente

    Depois de falar aqui no blog sobre as etapas do cronograma capilar, nada melhor do que explicar o que é, no final das contas, cronograma capilar, né? Bom o CC (para as íntimas, hahah!) é, basicamente, uma agenda para cuidados com o seu cabelo. Sabe quando percebemos que ele precisa de um cuidado especial? Seja porque você vai ou já descoloriu e pintou, seja porque passou muito tempo no mar ou na piscina, seja por causa da poluição ou do chuveiro quente… uma hora o cabelinho vai pedir um tratamento mais regular e eficaz. Assim, o cronograma ajuda a devolver saúde para o cabelo, reparando a massa capilar, devolvendo a hidratação ou nutrindo.

    O cronograma capilar é indicado para todos os tipos de cabelo, mas o calendário de tratamento vai depender muito do que você acha que ele precisa. Para saber montar seu cronograma direitinho, tem um jeito de verificar o que fazer. É só tirar um fio do seu cabelo e soltar em um copo com água e observar se ele vai boiar, ficar no meio ou afundar.

    O cronograma capilar consiste nessas três etapas: hidratação, nutrição e reconstrução, que já contei aqui para o que servem cada uma delas. Depois de fazer esse teste acima, vem ver o que cada um dos resultados quer dizer:

    • Baixa porosidade: seu cabelo não está absorvendo direito os produtos químicos ou até mesmo a água (hidratação), porque as cutículas do cabelo estão bem fechadas.
    • Porosidade normal: seu cabelo está absorvendo bem os produtos químicos e a água, então está tudo certinho, mas é bom manter um cuidado regular.
    • Alta porosidade: as cutículas do seu cabelo estão muito levantadas ou danificadas. Ele até absorve a água, mas perde muito facilmente, além disso, está com bastante frizz, está quebradiço e parece ressecado.

    Assim que identificar qual dos três se encaixa seu cabelo, é bom montar um cronograma especialmente para ele. Deixei aqui embaixo um calendário de sugestão, que pode ajudá-las a montar o cronograma. Se você lavar o cabelo todos os dias, escolha três dias na semana para passar os produtos, nos outros dias pode passar os produtos que você tem costume de passar normalmente.

    Se você precisar de mais informações sobre como montar um cronograma capilar, é só assistir a esses dois vídeos que subi lá no canal. O segundo ainda tem receitinhas caseiras para todas as etapas desse tratamento incrível. Espero que gostem!

    janeiro 28, 2019 // Comente

    Com a chegada do verão e o início de um novo ano, aparece uma ótima oportunidade para mudar o visual: cortar o cabelo bem curtinho! É um grande alívio principalmente nesses dias tão quentes, deixar a nuca à mostra ou pelo menos ter um pouco menos de cabelo pra cuidar.

    Por isso, trouxe algumas ideias lindas de cortes para cabelos crespos, cacheados e ondulados para você se inspirar e tentar algo parecido no seu! Quem sabe você não se apaixona agora por um curtinho? <3

    Cabelos crespos

    Se você tem cabelos crespos, pode ir desde um corte pixie (esse beeeem curtinho que em alguns lugares é chamado de “joãozinho”) até um corte com base mais reta para ficar super estilosa. Outra opção para dar mais atitude ao visual é cortar um pouco mais nas laterais e deixar o topo mais comprido, com uma espécie de moicano que está cada vez mais popular entre as crespas!

    Cabelos cacheados

    Um dos mitos em relação ao cabelo cacheado que muitos ainda falam por aí é que ele não pode ter franja. Até parece, né? Cabelo cacheado com franja é lindo e é uma ótima ideia tanto para usá-lo dividido ao meio quando de lado, sem contar que fica super moderno e estiloso!

    Cabelos ondulados

    As onduladas podem tanto tentar um corte reto quanto um assimétrico, deixando a parte da frente mais comprida que a parte de trás. Para as mais ousadas, existe a possibilidade de raspar as laterais e deixar só o topo do cabelo! E, claro, franjas combinam bastante e são a cara do verão também!

    Vocês ousariam algum desses cortes? Me contem tudo!

    janeiro 21, 2019 // Comente

    Muitas meninas que estão começando a transição ficam com dúvidas sobre alguns tratamentos para cuidar do cabelo. A verdade é que eles podem ser confusos mesmo, principalmente se você quer começar a fazer em casa um cronograma capilar para reparar os danos causados aos fios. Por isso, achei que valia a pena falar sobre cada um dos processos, pra tirar as suas dúvidas de uma vez por todas! Vamos lá?

    Hidratação

    O objetivo da hidratação é repor a água e a umidade dos fios, que acabamos perdendo no dia a dia com tanto sol, calor, piscina e mar, além do secador no inverno. Se o seu cabelo está ressecado e com bastante frizz, talvez ele esteja precisando de uma hidratação. O bom é que essa etapa você pode fazer mais de uma vez por semana (duas ou três vezes é ótimo!). É geralmente de hidratação que os cabelos mais precisam, especialmente no verão, e não sobrecarrega os fios!

    As máscaras hidratantes podem trazer um (ou mais) dos seguintes componentes: pantenol, glicerina, silicones, vitaminas, extrato de vegetais, plantas, frutas ou algas, babosa (aloe vera), mel e açúcares. No vídeo abaixo, tem uma receitinha bem simples de hidratação capilar e mostro como aplico no cabelo:

    Nutrição

    A etapa de nutrição também pode ser conhecida como umectação, e é responsável por repor os lipídios, ou seja, a gordura e os óleos dos fios. Esse é um processo muito importante para cacheados e crespos porque, por causa da curvatura do cabelo, os óleos dificilmente conseguem chegar às pontas. Assim, a etapa (que pode ser feita de uma a duas vezes por semana) traz mais brilho, selando a cutícula do cabelo e mantendo a hidratação, além de prevenir o aparecimento das pontas duplas.

    As máscaras nutritivas podem trazer um (ou mais) dos seguintes componentes: a maioria dos óleos vegetais (como coco, argan, macadâmia, azeite de oliva, semente de uva, linhaça etc), das manteigas vegetais (como karité, monoi, cacau, murumuru, cupuaçu, abacate etc), ceramidas ou tutano vegetal ou animal. No vídeo abaixo eu mostro como faço a minha etapa de nutrição capilar:

    Reconstrução

    Já a etapa de reconstrução existe para repor a massa e a queratina do cabelo. Esse processo procura devolver a queratina e outros aminoácidos que perdemos naturalmente ou em processos químicos, como alisamentos, colorações e descolorações que tiram toda a estrutura das fibras capilares. Então, é uma etapa importante para cabelos quebradiços e fracos, porque mantém a saúde, a força e a integridade dele, tornando-o mais forte e resistente aos danos externos. Por ser um processo mais potente, a reconstrução pode ser feita uma vez ao mês.

    As máscaras reconstrutivas podem trazer os seguintes componentes: queratina, creatina, arginina, cisteína, colágeno, proteína hidrolisada do milho, trigo etc, aminoácidos. Vem ver o vídeo que mostro como faço a minha etapa de reconstrução:

    Os vídeos que compartilhei com vocês ajudam a dar mais informações sobre cada um dos processos. Espero que tenha ajudado de alguma forma e, se tiverem mais perguntas, deixem aqui nos comentários! 🙂

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva