• #VoltandoAosCachos: Tayla Fagundes Leal

  • #VoltandoAosCachos: Gabriela Soriano Rocha

  • #VoltandoAosCachos: Adriana Rodrigues

  • abril 12, 2019 // Comente

    Oi genteee! Hoje é dia de depoimentos aqui no #VoltandoAosCachos, então trouxe pra vocês o e-mail que a Júlia Ramos Feitosa me mandou. A Júlia tem 15 anos e mora em Jaú, São Paulo, e compartilhou com a gente a sua história linda de transição capilar. E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Bom, minha história começou como a de todas as meninas que passam por isso, sempre achei errado ter nascido com cabelo crespo/cacheado e via na mídia a necessidade de estar sempre com os frios alinhados e sem volume. Fiz minha primeira progressiva definitiva com 11 anos de idade, em 2014, me senti linda ao sair do salão e isso durou mais ou menos 3 meses. Meu cabelo começou a crescer e a raiz natural começou a aparecer, eu fazia de tudo pra não deixar volume, era chapinha, escova e ate mesmo toca de casaco para esconder.

    Ate que as pontas do meu cabelo começaram a quebrar, pareciam elásticos de tão frágeis que estavam, minha cabeleireira disse que o único jeito de consertar o meu cabelo era cortando as pontas que estavam “mortas”, foi ai que cortei e meu cabelo ficou na nuca, dai em diante foi só sofrimento, na minha escola eu morria de vergonha de mostrar o meu cabelo naquela situação e sempre usava o meu casaco preto que tinha uma toca preta, denominei ele de “casaco da transição”.

    Depois de sofrer muito tomei a decisão em 2016 que assumir o meu cabelo, eu tive um apoio e uma inspiração muito intensa nessa hora, minha tia, seus cachos e sua auto-confiança me fizeram acreditar que eu poderia ser linda do jeito que o Criador me fez, foi então que comecei a transição,eu não sabia muito bem o que fazer, foi ai que encontrei o blog/canal da Ana Lídia, ela deu um up na minha decisão de querer continuar a transição e através dela aprendi muito e hoje eu amo meu cabelo, e vejo que a vida dela é uma inspiração pra muitas meninas que passaram pela mesma situação que eu, e hoje sou muito feliz com o meu cabelo, eu tenho uma autoestima hoje, porque a 5 anos atrás eu não tinha.

    Meninas NÃO DESISTAM, cada lagrima, cada sentimento de insegurança e cada incentivo de pessoas que te amam valem a pena.

    O que mudou minha vida: Eu tenho muita segurança em mim mesma, conquistei muitas coisas após me assumir estou muito mais feliz me sinto linda e suficiente pra ajudar as pessoas que passam por isso

    abril 11, 2019 // Comente

    Oi genteee! No vídeo de hoje, mostrei pra vocês como ficou meu cabelo depois que usei babosa pela 1ª vez. Fiz uma rotina completa para vocês acompanharem e tentarem em casa também. Não se esqueçam de curtir bastante o vídeo pra eu saber que vocês gostam desse tipo de conteúdo, além de acompanhar o canal pra nunca perder vídeos novos!

    abril 10, 2019 // Comente

    O frizz é aquela coisa que todas as crespas, cacheadas e onduladas têm medo e querem controlar. Ele se trata dos fios que ficam “arrepiados”, que não se alinham com os cachos, e muitos chamam de “rebeldes”. Só que o frizz é uma característica natural dos nossos cabelos, então ele não deveria ser encarado como um problema, porque ele não tira a beleza do nosso cabelo.

    Mas existem algumas coisas que fazemos que acabam provocando mais frizz do que o normal, como o clima, o secador e a falta de alguns cuidados. Por isso, trouxe 10 dicas e espero que elas ajudem vocês nisso!

    Dica 1: Aceitação.

    Como disse, o frizz é uma característica normal do nosso cabelo e não o deixa menos bonito. Quando passei pela transição capilar também tive o processo de aceitar meu cabelo como ele é, e sei como pode ser difícil tudo isso. Mas a gente precisa entender que, diferente de um cabelo liso, o cabelo cacheado, crespo e ondulado vai ter frizz, vai ter volume, e isso faz do nosso cabelo único.

    Dica 2: Cuidar e tratar do cabelo

    Não adianta usar alguns truques e só se dedicar na finalização. Ajuda bastante, mas quando tem frizz em excesso é porque o cabelo está muito poroso, ressecado, então ele realmente está precisando de cuidados. Nesses momentos, é bom fazer um cronograma capilar, usar máscaras de tratamento, fazer receitinhas caseiras…

    Dica 3: Lavar o cabelo na água fria

    Não tem como, água quente não faz bem para o cabelo, atrapalha e provoca mais frizz no cabelo. Tenta fazer um esforcinho e lavar o seu cabelo no tanque ou em alguma ducha para evitar de lavar no banho com água quente.

    Dica 4: Não secar o cabelo com toalha

    O atrito do cabelo com as toalhas de banho acaba proporcionando ainda mais frizz, especialmente se você torce o cabelo nela e vai esperando secar. A dica é usar uma camiseta de algodão ou um papel toalha que já ajuda muito!

    Dica 5: Creme consistente ou óleo

    A 5ª dica é para você tentar uma finalização com um creme mais consistente ou com um óleo que você percebe que dá a sensação de desmaiar os fios. Acaba que os cremes mais levinhos deixam o nosso cabelo com mais frizz, então vale tentar usar produtos mais consistentes!

    Dica 6: Faça uma finalização mais estruturada

    Esse tipo de finalização dá uma atenção maior pra cada mechinha do cabelo, com uma fitagem ou dedoliss. E vai te ajudar não só a ter menos frizz como também render mais day afters!

    Dica 7: Secar naturalmente

    Eu sei que é super difícil, porque às vezes na correria do dia a dia parece não dar tempo, mas é uma dica super valiosa, porque o secador dá, sim, bastante frizz no cabelo. Além disso, deixar secar naturalmente agride menos o cabelo e ajuda no tratamento também!

    Dica 8: Touca ou fronha de cetim

    Essa dica é bastante conhecida porque é mesmo muito eficaz pra evitar o frizz no nosso cabelo na hora de dormir. Uma fronha de algodão comum acaba roubando um pouco da umidade dos nossos fios, gerando mais atrito e mais ressecamento do cabelo. Se você não quiser usar fronha de cetim, pode experimentar a touca que também dá certo!

    Dica 9: Aplicar óleo vegetal na hora de dormir

    É diferente de umectação noturna: você vai pegar só um pouquinho de óleo, espalhar na mão e aplicar no cabelo. É como se fosse um óleo para dar brilho, mas depois de acordar, você vai ver a diferença que vai dar! Ele vai estar muito mais macio e brilhoso e pode ajudar também no frizz.

    Dica 10: Desencane!

    Não se preocupe tanto com o frizz. Cuida do seu cabelo, segue as dicas, mas não faça disso um problema! Lembre-se que é só uma característica do nosso cabelo e que faz parte de toda a beleza dele. Você ainda pode usar o frizz ao seu favor para dar um up no cabelo!

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva