• #VoltandoAosCachos: Tayla Fagundes Leal

  • #VoltandoAosCachos: Gabriela Soriano Rocha

  • #VoltandoAosCachos: Adriana Rodrigues

  • março 1, 2019 // Comente

    Oi genteee! Sexta-feira é dia de #VoltandoAosCachos, categoria que dedico aos depoimentos que vocês me mandam por e-mail sobre transição capilar. E hoje, trouxe a história da Alexandra Rodrigues, que tem 23 anos e mora em Atibaia, São Paulo. Espero que vocês gostem! E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Primeiramente obrigada por ser está pessoa tão incrível, inspiradora, sincera, humilde que é. Te conheci na Beauty Fair 2018 no stand da Salon LINE, e foi incrível, pra mim foi uma experiência maravilhosa, fiquei muito emocionada e ainda fico escrevendo este texto.. Deus sabe o que já passei quando criança por ter o cabelo afro .. E encontrar uma pessoa como você, que tem um coração imenso, humilde, iluminada por Deus que me ajudou e ajuda muito não tem explicação

    Minha história capilar começa desde meus 12 anos quando comecei alisar, fazer progressiva pois não era feliz com ele natural, acredito que por ter sofrido na infância, de ouvir comentários absurdos, pensava que cabelo bom e bonito era liso , mesmo alisando meu cabelo não ficar exatamente como queria, sempre faltava algo a mais, pra mim pra ele ficar perfeito precisava estar extremamente baixinho sem nenhum frizz, por isso só andava com ele amarrado, onde acabei destruindo meu cabelo completamente.

    Quando comecei a pensar em assumir meu cabelo natural, mais ou menos no meio do ano de 2015, já fazia uns 9 mesas que não alisava ( ou seja já estava na transição capilar, mais nesta época ainda não pensava em assumir minhas raízes..Sei que não estava satisfeita com meu cabelo, me achava feia, minha auto estima estava lá embaixo.. bom a partir daí que comecei a pesquisar sobre cabelos curtos cacheados.. a partir deste momento minha história começou a mudar.. e foi aí que comecei a ver seus vídeos te conheci, vi sua história, então você começou a ser uma inspiração pra mim, não só em relação a cabelo.. mais em tudo, auto estima, me amar mais, me aceitar como eu sou .. Fiz meu Big chop em dezembro de 2015, já fazia mais ou menos um ano que não alisava, pra mim foi uma renascimento, liberdade, amor . Não sei explicar a sensação rsrs, foi tão importante pra min.. hoje sei que foi uma das decisões mais importante que fiz na vida e que não me arrependo. Sou muito grata a você por espalhar coisas boas por aí, e sim você espalhou muitas coisas boas na minha vida ❤️..

    Gratidão define tudo o que sinto.

    O que é autoestima pra você?: É estar bem consigo mesmo, não ter vergonha do seu cabelo, roupa, pele.. ter amor próprio, se aceitar do jeito que é. Todos somos livres e podemos ser do jeitinho que cada um quiser, sem preconceito, sem violência.. ser feliz.

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Muita coisa, hoje sou mais segura nas minhas decisões, minha autoestima subiu de um jeito rs. Me sinto muito bem, me sinto livre, parece que tirei um peso da minhas costas.

    fevereiro 22, 2019 // Comente

    Oi genteee! Hoje compartilho com vocês a história da Lays Lima, que mora em Recife, Pernambuco, e tem 23 anos. Espero que gostem tanto quanto eu! E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Oi, Ana! Minha história “alisada” começa aos 8 anos de idade, quando minha mãe resolveu começar a alisar meu cabelo, ela diz que era só pra diminuir o volume, pois eu tinha muito cabelo e dava muito trabalho. A partir de então minha vida foi fazer alisamentos e todas as novidades de produtos que prometiam alisar e prolongar o efeito liso (relaxamento, progressiva, escova de chocolate, selagem, escova inteligente…). Eu lembro que quando ainda existia cachos nas pontas dos meus cabelos eu adorava e o peso que ele tinha quando eu molhava. Aos 15 anos junto com o alisamento comecei a dar luzes e resolvi cortar na altura da nuca, pois as pontas dos cabelos não tinham mais vida, não ficava bonito e cheio do jeito que eu gostava.

    Aos 17 engravidei e, juro, depois de tanto tempo foi a única fase que gostei do meu cabelo, pois como não podia alisar e criou volume com a raiz natural e conseguiu crescer um pouco, mas minha filha nasceu e eu tive uma queda muito significativa de cabelo, principalmente na parte da franja, então fiz luzes (que é meu vicio), alisei e cortei novamente. Esse processo pra mim já era natural, pois trabalhava em salão de beleza, onde a maioria das clientes eram loiras e lisas. Passei 7 anos tentando deixar meu cabelo crescer, mas sem sucesso. Em maio de 2017 resolvi que não ia alisar mais , que ia deixar o cabelo respirar o máximo que conseguisse, que com o trabalho, filha e a correria do dia a dia, o salão seria a última coisa com que eu perderia meu fim de semana (pois o processo durava o dia inteiro). Foram 9 meses sem usar química só escovando, mas sem saber lhe dar com a diferença de textura e com o cabelo curto ficava mais difícil de arrumar, ele vivia preso e eu não sabia como cuidar, tinha medo de cortar, todos diziam pra alisar novamente por que “meu cabelo parecia um capacete”.

    Até que em 17/01/2018 resolvi sair de casa e ir em um salão especializado em cabelo cacheado e fiz o meu B.C. sem nem pensar duas vezes, eu já estava me sentindo tão triste com meu cabelo sem forma e tão decidida a não alisar mais, que aquela atitude só me traria alegria, comecei a pesquisar como deveria cuidar e arrumar um cabelo em transição, quais produtos usar e foi ai que conheci você e seus videos me ajudam muito. Depois desse processo, graças a Deus, recebi muitos elogios em casa, no trabalho, só meu namorado que disse que eu parecia um hominho (mas não me abalou, e hoje ele é o que mais admira meus cachos), e minha mãe que ainda não saiu da ditadura do cabelo prático e bonito é cabelo liso. Mas enfim, hoje, depois de 9 meses a sensação é de paz, amor próprio e realização.

    Obrigada por me inspirar todos os dias!

    O que é autoestima pra você? Autoestima pra mim é autoaceitação, é você se conhecer, saber o que quer pra si, é se amar, se cuidar, independente da opinião do outro. Pois só assim você não vai deixar as más questões externas tirar sua alegria, seu foco, sua opinião, seu amor. Autoestima é amar!

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Depois que aceitei a minha realidade e naturalidade a vida ficou mais leve, mais prática, mais saudável, pois aprendi que temos que nos cuidar, principalmente, de dentro pra fora, com alimentação, exercícios e bons sentimentos. E é isso que eu carrego dentro de mim, a alegria, o amor próprio, a paz e tudo isso graças aos meus cachos.

    fevereiro 15, 2019 // Comente

    Oi genteee! No post de hoje vocês vão conhecer a história da Neia Miranda, que tem 20 e poucos anos e mora em Campo Formoso, cidade na Bahia. E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Então vamos lá, alisava meu cabelo desde criança, só me sentia bem de cabelo alisado, na minha adolescência tentei voltar aos cachos mas não deu muito certo, eu queria controlar o volume dele, então alisei novamente, passei todas as químicas que estavam ao meu alcance, chapinha nem se fala, se não estivesse com o cabelo chapado nem tirava fotos e nem saia de casa, ficava o final de semana lavando secando e pranchando meu cabelo, ai sim me sentia bonita e pronta pra sair. 

    Em 21 outubro de 2017 decidi parar de vez com as químicas chapinha tudooo, então busquei fotos, depoimentos , videos de meninas que estavam passando pela mesma situação que eu, e que tivesse o mesmo tipo de cabelo que o meu, pois tinha muito medo dele não cachear, muitos diziam que química era um caminho sem volta, e que o cabelo nunca mais iria voltar a ser o que era, foi neste período que te conheci Ana, assisti teu bigchop, e vi que seu cabelo era bem parecido com o meu, foi aí que tomei coragem, foi como uma resposta vinda do céu, CORTA, não pedi opinião de ninguém, me senti segura, fiz meu bigchop sozinha, eu estava esperando crescer mais um pouco pra poder cortar, mas não queria esperar nem mais um dia, meu cabelo estava sem vida, ainda dei umas luzes pra ver se ficava mais bonito.

    Mas nada adiantou, já não me sentia mais bonita, meu cabelo foi perdendo o brilho, muito estragado, foi aí que tomei coragem, fui no banheiro do meu trabalho peguei uma tesoura de papel e comecei a cortar as partes de trás, e o meu cabelo começou a enrolar rsrs  fui pra casa e terminei de cortar lá com ajuda de minha irmã, ela viu que estava decidida e me ajudou, na verdade, nós duas decidimos parar com as químicas, não tenho mais nem vontade de passar chapinha, nunca me arrependi, me arrependo de não ter feito antes, mas acredito que tudo tem o seu tempo. Já Já faz 1 ano que fiz meu BC espero ver meu post no teu blog bem especial pra comemorar 1 ano de BC, sabe o que fiz depois de ter feito meu BC? Foi te contar Ana, foi te escrever, fiquei horas me olhando no espelho, e só sorria, chorava tbm, mais de alegria por minha coragem, aqui onde moro, poucas pessoas da minha idade tem cabelo curto, pois falam que mulher não pode ficar com o pescoço descoberto, muito preconceito, ouvi coisas absurdas, sobre o o questionamento de ter feito isso com meu cabelo, mas o Senhor me deu forças pra enfrentar os olhares, e palavras ofensivas, e hoje estou aqui mais forte do que nunca.

    O que é autoestima pra você?: Confiança naquilo que você faz, valorizar-se, está feliz satisfeita, contente com você mesma, é a  maneira como você se vê, depois que entrei em transição e fiz meu Big Chop, descobrir o que é realmente autoestima, hoje me arrumo pra mim, uma alegria sem tamanho por conhecer essa nova Mulher que morava dentro de mim, foi preciso passar por  tudo isso pra me Amar de verdade.

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou?: Praticamente tudo, uma nova personalidade , uma nova mulher, mias forte , mais confiante , mais segura,mais linda rsrsrs, foi como tivesse renascido, fico impressionada, como tudo mudou na minha vida sabe, foi uma transformação de dentro para fora, me senti uma lagarta saindo do casulo e se transformando em uma linda BORBOLETA. Quando você passa essa segurança pras pessoas, elas te olham diferente também, claro que teve aqueles que não gostaram, pessoas queridas que me ofenderam com palavras, mais eu as perdoe, hoje só sei amar meus cabelos, curtindo cada momento, como queria ter te conhecido antes Ana,Iluminada, um anjo, amo teu trabalho, sua personalidade, beijão!! Me responde no direct

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva