• Meus looks de Março: vamos nos inspirar?

  • #VoltandoAosCachos: Aparecida Nascimento Cesar

  • Como usar looks mais arrumadinhos sem salto?

  • Abril 21, 2018 ----------- Meus Looks Moda e Estilo

    Oi gente! Não sei vocês, mas eu amo me inspirar em looks do dia que vejo as pessoas postando por aí, sempre me dá uma luz pra usar alguma peça que já tenho no meu guarda roupa de forma diferente e inovadora. Pensando nisso, quis reunir nesse post todos os meus looks de Março que fotografei e compartilhei nas minhas redes sociais, pra que vocês também possam se inspirar de alguma forma. Se vocês curtirem a ideia, posso fazer isso mais vezes. Vamos lá? <3

    1- Recebi esse vestido listrado da Marialicia através da Valliosa (uma agência super legal que sempre me envia looks lindos, compartilho sempre no stories). O vestido veste super bem, é confortável, e fica legal pra usar com uma camisa jeans amarrada também. Vocês encontram ele por R$79,99 no site da Dafiti.

    2- Fiquei muito apaixonada por essa jardineira rosa da Wear Ever. Eles tem uma modelagem bem legal, ao invés de eu escolher o tamanho P, eu escolhi o P+, que tem a mesma largura do P, só que o comprimento é maior. Isso é muito legal pras meninas que são mais altas, ou que gostam de um comprimento maior (que é o meu caso).  Pra compor o look, top cropped vermelho e tênis branco Adidas.

    3- Esse look é bem confortável, e já adianto que essa calça foi minha queridinha do mês, haha, ela é mega confortável, comprei na C&A se não me engano. O top cropped é da AeC, e a sandália é uma Melissa que na verdade é da Amanda (ela trabalha comigo me ajudando nas fotos e vídeos), ela tava machucando o pé dela e decidimos trocar de sapato na hora, haha, eu amei.

    4- Ah, esse look! Eu amei tanto, mas tanto, mas tanto esse look! Achei ele básico, confortável e estiloso ao mesmo tempo. A calça é a mesma do look anterior, a blusa é da Wear Ever, e no pescoço amarrei tipo um courinho e achei que ficou uma chocker super charmosa.

    5- Esse é um look inspirado na Kendall Jenner (tô chique, né mores?) à convite de Dafiti. A ideia era se inspirar no look de alguém e mostrar que dava pra reproduzir sim o look com peças que você encontra no site. Links das peças: Blusa, calça e bolsa.

    6- Nesse dia fui fazer algumas gravações no Cantinho e queria um look confortável. Essa blusa é da My Favorite Things, a jaqueta jeans é tão antiga que nem lembro de onde é, e estava com uma calça pantacourt preta.

    7- Esse primeiro look tá bem confortável, do jeitinho que eu gosto. Camiseta é C&A ou Renner, não lembro pois foi a Let que comprou, a camisa é a mesma do look anterior, legging preta básica da Forever 21, sapato que SEMPRE uso no meu dia a dia é da Inbox Shoes. Ah, e essa bolsa nude maravilhosa (que também sempre uso no meu dia a dia é da Cordi, amo essa marca.

    8- Esse último look foi no último dia do mês, meu aniversário! Haha. Usei um look bem confortável durante o dia. O conjuntinho é da @lojacirlenealves. <3

    E aí gente, gostaram de ver um pouquinho mais sobre os meus looks? Me contem aqui nos coments o que vocês acharam que eu posso fazer mais vezes. Beijos, fiquem com Deus e até a próxima!

    Abril 20, 2018 ----------- Voltando Aos Cachos

    Oi genteee! A Aparecida Nascimento Cesar enviou a sua história #VoltandoAosCachos para mim por e-mail e agora compartilho com vocês para também se inspirarem nela. <3 A Cida tem 23 anos, mora no Rio de Janeiro e mostrou como uma boa finalização é importante pro cabelo ficar lindo! Para continuar acompanhando, é só acessar seu Instagram, sua página no Facebook e seu blog.

    E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

     

    Olá Aninha, olá pessoal!

    Eu sempre gostei de cabelo cacheado, mas quando cheguei na adolescência ele começou a me incomodar bastante por causa do volume. Eu não sabia pentear o meu cabelo, tão pouco tínhamos informações de como cuidar de cabelo cacheado. 

     

     

    Então um pouco antes dos 15 anos mais ou menos (2009), resolvi começar a relaxar o cabelo. Com isso, o volume do meu cabelo diminuiu e consequentemente meus cachos perderam a estrutura de 3c e passaram a ser uma mistura, umas partes enrolava, outras ficavam esticadas. Mas eu ainda não sabia cuidar dele e só o usava molhado e quase sempre o prendia quando secava. Nessa fase eu  gostava do meu cabelo assim, com relaxamento.

    Em 2014, comecei a não me identificar mais com o cabelo relaxado, eu tinha que penteá-lo todos os dias, gastava MUITO creme de pentear… sem contar que eu não estava cuidando dele direito, não fazia hidratação, nutrição, reconstrução… Ai já viu né! Ele não estava legal. Eu comecei a tentar pentear o cabelo de forma que ele não ficasse grudado no couro cabeludo. Um dia vi um vídeo no Facebook de uma cacheada ensinando a pentear o cabelo de um jeito que eu nunca tinha visto e o resultado ficou lindo! Então tentei fazer igual e já gostei do resultado, mas as pontas do meu cabelo ainda estavam esticadas. Foi então no final de 2014, que resolvi cortar, mas minha mãe não queria deixar, então falei que só ia cortar as “pontinhas” rs

     

     

    Cheguei em casa com o cabelo curto e ela quase me “matou”. (Mas agora ela acha lindo!) Ai corri para pentear o cabelo daquele jeito que tinha visto no vídeo, chamava FITAGEM.

    Sabe quando você se olha no espelho e se acha linda? Quando olhei para o espelho vi que a menina insegura que queria ser aceita pela sociedade tinha ido embora… E deu espaço para a moça com a auto-estima renovada ficar! 

     

     

    O que é autoestima pra você? Autoestima para mim, é se sentir bem consigo mesmo, é se amar da forma que somos, viver sem receios de ser inadequada, ser apenas nós mesmos, independente do que as outras pessoas falem de você. Pois a nossa autoestima tem início no interior de nosso coração, é ser linda por dentro, pois na parte externa só reflete o nosso interior. 

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Ah mudou tudo! Hoje posso dizer que não sou a mesma pessoa de uns anos atrás, hoje tenho mais segurança nas minhas atitudes, me amo, me valorizo, e percebo que assim, incentivo outras pessoas a se amarem também! Dou muito mais valor à criação de Deus, pois foi Ele que me fez assim, do jeitinho que sou, imperfeita, porém única!

    Abril 19, 2018 ----------- Moda e Estilo

     

    Quando a gente pensa em looks mais arrumadinhos pra sair com os amigos ou pra ir a alguma festa, sempre pensamos em composições com salto alto, né? Acontece que a moda começou a perceber que não dá pra ficar em cima de um salto durante muito tempo sem ficar desconfortável. E é aí que chega a melhor parte: hoje, conseguimos fazer looks com sapatos baixos super estilosos, além de não ficarmos escravas de calçados que nos machucam. 🙂 Por isso, trouxe algumas ideias pra você tentar em casa e se sentir linda (sem salto!).

     

     

    A Alicia está com um tênis que falei há pouco tempo aqui no blog: o All Star! Ele é bem versátil e funciona até com uma saia de paetês dourados, te deixando pronta pra sair com os amigos. Se estiver frio, ainda vale colocar um suéter bem quentinho e fazer uma brincadeira de texturas com tricô + paetê. A Kendra usou uma saia com botões na frente e uma fenda. Pra completar o look, optou por uma sapatilha de ponta fina e amarrações. Por ser preta, a sapatilha se destacou no look e deu super certo! Já a Tanesha combinou uma blusa de manga comprida mais justinha com uma saia esvoaçante plissada, e deixou a estampa pra sapatilha, enriquecendo ainda mais a composição!

     

     

    Assim como as duas da imagem anterior, a Rochelle também optou por uma sapatilha de amarração. Só que a cor da pele deixou a roupa mais delicada e feminina. Delicada também ficou a Tanesha, que usou um vestido de poás preto e branco com um sapato baixo, de ponta fina e detalhe de laço na parte de trás. Pra completar, ainda combinou com um colar de pérola. Já o look da Cindy é mais moderno: um macacão estampado com decote de um ombro só. O macacão é uma boa peça pra sair do senso comum de que só vestido é arrumadinho. Ele também pode ser chique, mesmo com uma rasteirinha dourada. 😀

     

     

    Nos looks com calça, a Cindy investiu em uma blusa toda trabalhada e cheia de detalhes pra dar um up no visual. A jaqueta de couro ainda aparece pra caso esteja beeeeem frio, e nos pés: os nossos queridinhos tênis! A Freddie criou uma composição incrível mais arrumadinha bem no clima “profissional”, mas sem ficar monótono. A pantacourt preta se juntou com o blazer estampado e combinou demais com o tênis esportivo. Já a Natasha optou por uma roupa bem básica (camiseta e calça jeans pretas), mas o casaquinho, que é uma terceira peça, fez toda a diferença. Pra finalizar, uma botinha super estilosa sem salto e várias fivelas! <3

    Abril 13, 2018 ----------- Voltando Aos Cachos

    Oi genteee! No post de hoje, vocês vão conhecer a história da Dina Lima, que tem 25 anos e mora em Cruzeiro do Sul, no Acre. Acho que vocês vão se identificar com o depoimento dela, por isso, espero que gostem! Para continuar acompanhando essa linda, é só curtir a página dela no Facebook. 🙂

    E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

     

    Desde muito nova sofri muito preconceito. Com tudo que as pessoas falavam passei a me sentir feia e a menor pessoa do mundo. Chorava por tudo. Me diminuía muito também. Meu cabelo é crespo, tipo 3C e 4A. Meus pais não tinham condições financeiras para cuidar melhor do meu cabelo e também não tinha muita opção de produtos para cabelo crespo/cacheado. Então eu só molhava e amarrava meu cabelo. Ele não definia. Passei a odiar meu cabelo. Minha mãe percebeu que eu estava com a autoestima baixa e quando fiz 14 anos ela arrumou um dinheiro e me levou num salão e mandou alisar meu cabelo.

     

     

    Nossa! Lembro como se fosse hoje: fiquei toda feliz! Algumas pessoas que nem falavam comigo (pessoas que me conheciam desde criança) passaram a falar, me elogiar. Fiquei muito feliz, mais bonita. Mas com o passar do tempo quando minha raiz começou a crescer as pessoas começaram a me tratar mal novamente e me humilhar na escola, enfim. Começou tudo novamente. Alisei meu cabelo durante 10 anos. Em fevereiro de 2016 estava olhando uns vídeos no YouTube e abri um vídeo do canal antigo da Ana Lídia. Amei de cara! Ela falava sobre transição e eu me interessei pelo assunto. Minhas primas já tinham falado sobre o assunto e eu busquei mais informações e foi daí que decidi deixar meu cabelo crescer.

     

     

    No começo foi muito difícil. Muitas pessoas falam contra e diziam que ia ficar feio. Que ia continuar a mesma coisa que era antes. Que eu ia me arrepender. Mas quando mais eu assistia os videos, menos eu me importava com os pensamentos contrários. Comprei produtos e passei a cuidar da minha raiz que estava cada vez mais linda. Passei 1 ano inteiro na transição, enquanto ia cortando aos poucos os lisos. Em fevereiro de 2017 resolvi cortar toda a parte lisa. Posso dizer que foi a melhor decisão que eu já tomei. Na mesma hora os cachinhos já responderam e foi a minha alegria. A insegurança foi embora e hoje (10 meses depois) sou uma mulher segura de mim. Foi dicas para outras meninas que precisam, tenho um canal e um instablog. O que posso dizer é que vale muito a pena se amar do jeito que somos e ser feliz do jeito que Deus nos fez.

     

     

    O que é autoestima pra você? Autoestima é você ser feliz e mostrar isso no seu modo de vida. Não pelo que tem, mas pelo que é. Ser empoderada e se amar sendo você mesma. Sem máscara, sem disfarce, só você!

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Minha vida mudou em tudo. Depois que me aceitei por mais que muita gente ainda fique olhando com olhar de deboche, já não me importo mais, passo de cabeça erguida e com um sorriso no rosto. Porque hoje eu vejo quem eu sou e me dou valor assim. Chorar e me sentir diminuída? Nunca mais! Sei que cabelo, cor, condição financeira não torna alguém melhor ou pior que ninguém. Temos que dar valor uns aos outros e respeitar as diferenças.

    Apenas Ana (C) 2017 DESIGN POR SARA SILVA