12 de junho de 2020
/

#VoltandoAosCachos: Ariana Santos

Oi, genteee! No #VoltandoAosCachos de hoje, trouxe a história da Ariana Santos, de 37 anos e que mora em Michigan/USA. Ela tem um perfil no Instagram se vocês quiserem acompanhar. Ela me contou um pouco sobre como foi sua decisão por passar pela transição capilar, e como se sentiu ao longo desse processo. Espero muito que ajude e inspire vocês! Se quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e seguir o passo a passo. 

“Você não é mais uma adolescente.” Era isso o que eu ouvia das minhas amigas quando eu falava sobre fazer a transição capilar. É até engraçado relembrar, duas das minhas amigas mais próximas me disseram: “Você não pode de uma hora para outra mudar assim tão radicalmente”.

O meu cabelo alisado não era somente o cabelo, era a prisão de não sair para um passeio, shopping ou qualquer lugar se o meu cabelo não estivesse muito bem escovado. Meu marido e eu tivemos alguns finais de semana lindos de sol e somente ele tirou fotos, porque eu me neguei a sair nas fotos por causa do cabelo.

Enfim, em junho de 2019 resolvi que independente do conselho dos outros, eu seguiria meu desejo de me libertar da prisão do cabelo alisado. Yeah! Parei de alisar e veio com isso mais cuidados comigo mesma, e a expectativa de saber como era o meu cabelo natural, porque não fazia ideia, comecei a relaxar com 12 anos.

Segui firme por 6 meses até fazer meu BC em dezembro. Eu chorei, eu sorri, senti o vento bater na nuca, senti a cabeça leve como se eu estivesse voando… Me olhei no espelho e vi um jardim de cachos que ainda iriam brotar, mas já era lindo!

Desde então não tem um dia de arrependimento, somente sentimento de liberdade, amor próprio e auto cuidado. Nas horas livres assisto todos os seus vídeos, Ana. Foi através disso que me aceitei, encontrei forças, me decidi e agora é minha fonte de informação de como cuidar. Sou cacheada, 3 meses pós transição e me sinto como? Feliz!

Leia também...
Deixe seu Comentário
Você deve estar logado para comentar.