22 de abril de 2020
/

#VoltandoAosCachos: Heloísa Mello

Oi, genteee! No #VoltandoAosCachos de hoje, trouxe a história da Heloísa Mello, de 24 anos e que mora em Pariconha-AL. Ela tem um perfil no Instagram, se vocês quiserem acompanhar. Ela me escreveu seu depoimento contando um pouco do processo de transição capilar e sei que pode ajudar muito você! Se quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e seguir o passo a passo.

Meu cabelo sempre foi cacheado e desde o início minha mãe fazia vários penteados, mas era muito difícil de ajeitar. Com a minha evolução, ela resolveu alisar somente a raiz e deixar as pontas cacheadas (e que mãe nunca fez isso, né?!). A partir daí, foi “ladeira abaixo”.
Logo depois mudei de cidade e fui morar no interior de Alagoas, na época tinha 9 anos de idade e sofri bullying por causa do meu cabelo, isso foi um motivo para alisar por completo. Com 15 anos fiz a minha primeira selagem, não era o que eu queria, mais vi que foi necessário.

Em 2015 resolvi fazer a transição capilar, e travei uma batalha da qual eu não estava preparada para entrar. Não foi fácil. No início usei bastante a chapinha, mas sempre mantinha os cuidados com ele da melhor forma possível. Mas chegou um dia em que eu estava a beira de um fio para alisar novamente.  Chorava bastante, com a autoestima no fundo do poço, eu  me olhava no espelho e me chamava de feia.

Mas algo lindo aconteceu naquele momento, chorando muito, Deus veio até mim, e disse para ligar a TV na Canção Nova, pois Este tinha uma mensagem para mim. Ao ligar, me deparei com uma mulher que orava e suas palavras nunca sairão da minha mente: “Você que está em casa, se sentia feia, achando que para você não tem mais jeito, saiba que o Senhor manda te dizer que você é linda para Ele, que és perfeita, e que Ele te ama muito.” No mesmo momento enchi meu coração de alegria e confiança, e a batalha que entrei sem saber lidar, foi vencida com Deus.

Em 2016 fiz meu BC, fiquei com medo e vergonha pelo bullying novamente. Mas confiei e mostrei quem eu era. Sou mais feliz e sempre agradeço ao Senhor. A batalha vai ser difícil, mas você pode vencer, confie em Deus.

Leia também...
Deixe seu Comentário
Você deve estar logado para comentar.