• #VoltandoAosCachos: Miriam Garcia Soares

  • Rotina completa com os lançamentos da Beauty Fair!

  • agosto 16, 2019 // Comente

    Oi genteee! Toda sexta-feira compartilho com vocês uma história de transição capilar que recebi por e-mail. O texto de hoje foi mandado pela Samantha Vitorio, que tem 18 anos e mora em Salvador, Bahia. Espero que gostem! E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Olá Ana, é um prazer poder a minha história para você!

    Meu nome é Samantha, tenho 18 anos, e desde bem pequena sofro com um dilema terrível sobre o meu cabelo. Minha mãe tinha muita dificuldade para pentear, e com 6 anos eu fiz o meu primeiro alisamento, a famosa Guanidina. O intuito nunca foi alisar, e sim diminuir o temido volume. Uns anos depois, eu decidi começar a usar o relaxamento no salão, foi a solução que encontramos para “cuidar” do meu cabelo.

    Mesmo fazendo o que eu queria, nunca estive satisfeita com os resultados, sempre senti que faltava algo pra eu me sentir bem. Então eu fui ver alguns vídeos no YouTube sobre cabelo cacheado, e conheci o seu canal, vendo a sua história, a sua coragem, toda a trajetória do seu cabelo até o Big chop, e todo esse processo de aceitação, resolvi entrar na transição capilar.

    Foram longos meses passando por texturização , fazendo bastante dedoliss , e tentando ao máximo ignorar a opinião das pessoas ao meu redor. Então, em Dezembro de 2017, com 1 ano e 1 mês de transição, eu tomei coragem e fiz o BC. Logo após, senti uma sensação única de liberdade , foi como se eu tivesse descarregado o peso de anos fazendo relaxamento em apenas uma tarde. A partir daquele dia me senti uma nova pessoa, mais confiante, determinada, e a minha autoestima melhorou muito.

    Precisei passar por tudo isso , ouvir críticas, opiniões contrárias, olhares julgadores para perceber que o meu cabelo é simplesmente lindo do jeito que ele é. Hoje me sinto realizada com o meu cabelo, e espero que a minha trajetória possa ajudar outras meninas a não desistir da transição, assim como você indiretamente fez comigo e com muitas outras jovens.

    Você deve estar logado para postar um comentário.

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva