• Penteado de festa para cacheadas e crespas

  • #VoltandoAosCachos: Luana Aquino da Silva

  • Instagrammers gringas super estilosas pra você se inspirar!

  • abril 5, 2019 // Comente

    Oi genteee! Como vocês sabem, toda sexta-feira compartilho aqui histórias inspiradoras de meninas que passaram pela transição capilar. Hoje, trago o depoimento da Evelyn Oliveira, que tem 16 anos e mora em Santa Luzia, no Maranhão. E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    Meu cabelo sempre foi cacheado. Minha mãe sempre arrumava e ele ficava lindo. Porém depois de um tempo, minha mãe por comodismo parou de arrumar meu cabelo, e como eu era criança e não tinha informação, eu não sabia como arrumar, então eu vivia com ele preso, porque meu cabelo tem a característica de ficar muito volumoso e sem forma se eu não finalizar. Uma verdadeira juba de Leão! O tempo foi se passando e eu me virava como podia. Lembro que sempre odiei não poder ir de cabelo solto pra escola, pq sabia que todo mundo iria rir de mim e fazer piada. Meu primeiro processo químico foi aos 10 anos, quando minha tia cabelereira alisou o meu cabelo temporariamente (não lembro o nome desse processo).

    Até que com 13 anos, fiz minha primeira selagem permanente, passei 9 horas pra terminar, e lembro que o cheiro era muito forte e meu olho direito ficou ardendo por semanas, devido a agressividade da quimica. Mas eu gostei do resultado e continuei fazendo a quimica. Mas eu tinha muito trabalho, porque essa selagem não tirava completamente o volume do meu cabelo e eu sempre tinha que passar chapinha depois de lavar. Isso acabou com meu cabelo, e eu ainda nem cuidava dele com pelo menos uma hidratação caseira. Em abril de 2018, conheci esse processo de transição capilar e fiquei obcecada kkk Sempre fui apaixonada por cabelo cacheado e queria muito meus cachinhos da minha época de criança de volta.

    Então, depois de quase 3 anos alisando meu cabelo eu decidi parar. Pesquisei muito e acabei conhecendo a Ana Lídia e o canal dela, que me ajudaram muito nessa fase!!! Minha transição durou 9 meses (eu conto desde o dia da minha última química, que foi em dezembro de 2017) e fiz meu big chop sozinha no final de setembro! ❤ Lembro que fiquei muito indecisa e insegura se faria ou não o big chop, por que tinha receio de ficar “feia” com o cabelo curto demais. Porém já não aguentava mais aquelas pontas lisas e eu queria muito ver meus cachos naturais.

    Então, eu tomei uma dose de coragem e pensei somente em mim e ninguém mais, e acabei cortando. Ter cortado naquela época foi a melhor coisa. Eu não conseguiria aguentar por mais tempo a diferença de texturas. Meu cabelo demorou uns 2/3 meses pra ficar realmente bonito, claro, com muita hidratação. Ainda tenho scab hair na parte de trás, porém já melhorou bastante, e continuo tratando! Minha vida mudou muito depois do big chop. Parece que eu encontrei eu mesma, sabe? Me deu muito mais auto estima e amor próprio. Transição capilar é isso mesmo, encontrar o amor próprio pra enfrentar essa fase, que pode ser difícil as vezes, mas pode ter certeza que vale muito a pena depois! ❤

    Você deve estar logado para postar um comentário.

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva