• Looks inspiradores em tons pastel!

  • #VoltandoAosCachos: Jeniffer Oliveira

  • Como ter um bom DAY AFTER na transição capilar?

  • novembro 11, 2017 // 3 Comentários

    Oi genteeee! Nessa sexta-feira vamos conhecer a histA?ria da SA?mara Barbosa de Souza, que mora numa cidade chamada PavA?o, no interior de Minas Gerais, e tem 20 anos. A� um depoimento tA?o lindo! Espero que ele possa inspirar todas vocA?s tambA�m. <3 Se quiserem acompanhar de pertinho a SA?mara, A� sA? a seguir no Instagram.

     

    Desde muito nova fiquei conhecida como a menina das trancinhas no cabelo. Levei essa fama atA�eee o colA�gio. Todos os dias estava lA? com duas trancinhas (ou Maria Chiquinhas) no meu cabelo. Naquela A�poca nA?o havia no mercado as milhares de opA�A�es de cosmA�ticos especA�ficos para cabelo cacheado. Era simplesmente frustrante o dia de lavar o cabelo pois sabia o quanto trabalho minha mA?e tinha para desembaraA�ar os fios. A vida toda sempre ouvi: Nossa menina, quanto cabelo, dA? pra vender e ainda sobra. Realmente era muitooooo cabelo atA� que um dia minha mA?e me levou ao salA?o da minha tia para passar um relaxante na raiz para acabar com o volume. Queria ser como as outras meninas, me encaixar no padrA?o. LA? fomos nA?s.

     

     

    ApA?s uma semana via o quanto a quA�mica comeA�ava a passar o efeito sobre o meu cabelo. Veio depois os retoques ate um certo tempo quando eu mesma jA? pagava pelo procedimento capilar. Foi aA� entA?o que fiquei conhecendo a escova inteligente que prometia mil e um benefA�cios. Tudo o que eu mais queria era nA?o ter que ir todo mA?s retocar a raiz do cabelo e que ela nA?o voltasse ao normal tA?o depressa ao ponto de me queimar sozinha todos os dias com a chapinha e depois de meia hora viria o volume. Fiz a escova e na primeira vez foi um sonho ter o cabelo liso sem nenhuma ondinha sequer, sem ter que viver com o cabelo preso pra disfarA�ar.

    Ao chegar a terceira vez que fui fazer o retoque voltei pra casa e fiz uma tranA�a meu cabelo. Quando me deparei a quantidade mA�nima que eu tinha comecei a chorar muito com um medo absurdo que eu nunca mais teria um cabelo forte e saudA?vel. Foi aA� entA?o que eu parei com todo tipo de quA�mica e atA� o uso do secador no cabelo. Comuniquei a minha mA?e a minha decisA?o e nunca me esqueA�o das palavras dela: seu cabelo nunca voltarA? a ser cacheado.

     

     

    Corri o risco mas fui em frente. Pesquisei vA?rios canais no Youtube atA� encontrar o seu. Fazia hidrataA�A�es, cortava de pouco a pouco em casa as pontas que estavam esticadas. Contudo, meu cabelo havia crescido de forma que no dia 19/04/2015 fiz o meu BC. Fui ao salA?o e tirei todas as pontas. Foi um grande susto quando me vi no espelho. Uma SA?mara que estava ali dentro de mim hA? anos. Logo surgiram os comentA?rios maliciosos, as crA�ticas, os apelidos, mas tambA�m os elogios pela coragem. Segui cuidando cada vez mais da minha jubinha que crescia forte, saudA?vel e maravilhosa.

    Hoje jA? faz um ano e dez meses que assumi os meus cachinhos e percebi o quanto mudei desde entA?o. A auto estima de uma mulher A� composta por tantos sentimentos, A� mais que sA? capricho. NA?o sA? assumi minha identidade mas me redescobri atravA�s de uma ditadura onde a sociedade me fazia acreditar que aquele jeito era o certo. Naquela A�poca, nA?o houve um dia sequer que eu aceitei de verdade um elogio, eu nA?o me amava, muito menos gostava do que via no espelho. Passar pela transiA�A?o onde eu AMAVA comprar um pacote cheio de canudos de refrigerante e enrolar mecha por mecha e depois de uma hora tirar tudo e ver o resultado foi um processo que me mudou por dentro tambA�m.

     

     

    Passei a transferir a confianA�a para todos os sentidos da minha vida, passei a confiar que eu era capaz de sonhar e conquistar mesmo com o vento negativo que poderia encontrar no meu caminho. Atualmente tenho 20 anos, moro numa pequena cidade, trabalho no emprego dos sonhos e faA�o faculdade de CiA?ncias ContA?beis todos os dias numa cidade que fica a 100km de distA?ncia da minha. (SOU FELIZ POR TUDO QUE CONQUISTEI).

    A mensagem que deixo A�: SEJA VOCAS. Todos os outros jA? existem.A�NA?o importa se vocA? goste do seu cabelo com quA�mica ou sem. O importante A� olhar pro seu A�ntimo e agradecer a Deus por ter te feito daquele seu jeitinho. A� amar de verdade VOCAS! NA?o hA? nada mais gostoso na vida do que sentir amor prA?prio verdadeiro. Hoje eu nA?o choro mais para desembaraA�ar meu cabelo, ele voltou ao normal e mais bonito ainda. Me olhar no espelho hoje A� sinA?nimo de satisfaA�A?o diA?ria nA?o sA? pela atitude de resgatar meu cabelo, mas de mudar a minha vida.

     

     

    Ana, agradeA�o a vocA? pelas dicas que expA�e no seu canal, por me inspirar a sonhar e acreditar que tudo pode se tornar real, basta acreditarmos que podemos alcanA�ar. NA?o me canso de dizer o quanto sou fA? do eu trabalho. Que Deus e Maria SantA�ssima abenA�oe sua vida e seus dons! Meninas que estA?o na transiA�A?o: CORAGEM. VocA? notarA? que a transiA�A?o capilar pode ir alA�m e ser tambA�m uma transiA�A?o de vida de cada uma de vocA?s.

    OBS: Sonho em um dia pode ter um canal e inspirar as pessoas a se redescobrirem assim como vocA?.

     

    E se vocA? quiser mandar seu depoimento pra mim tambA�m, A� sA?A�acessar essa pA?ginaA�e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua histA?ria!

    Você deve estar logado para postar um comentário.

    1. Erica nov 15, 2017

      Oi ana eu assisti seus videos
      e me como e ser libertador tem 25anos tem duas cacheadinhas black em casa e eu tenho dois anos sem quimica notei que o seu sorriso e seu verdadeiro sem medo do que os outros vao falar passar de ainda termos uns impoctras na sociedade e comecei com os meus cachos so com o ativador nada mais pensei em desiste com chapinha mais vendo seu canal vi que tem produtos quepodem nos ajudar e voltei pelo apoio da mae e pelas minhas cacheadinhas e um branquinho cacheadinho te admiro muito

    2. Erica nov 15, 2017

      Minha historia e estou tentando vou passar pelo bc agora e comecar usar os produtos vou fazer pelas minhas filhas por que elas me falam comentarios dolorosos que e apelidada na escola e por serem criancas e triste saberque tem preconceito e estou voltando por que quando meu black tiver armado quero entrar na sala delas na escola e mostrar o quanto admiro elas

    3. APARECIDA NASCIMENTO nov 29, 2017

      Linda demais! <3

    Instagram has returned invalid data.
    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva