• Decorando seu quarto com luzinhas de Natal

  • #VoltandoAosCachos: Letícia Ramos de Souza

  • Looks com calça jeans de cintura alta para te inspirar

  • maio 28, 2017 ----------- Comportamento Vídeos

    Oi genteee!! No vídeo de hoje vou contar pra vocês o que mudou depois de 3 anos com o meu cabelo natural. Abri meu coração e contei tudo que vocês precisam ouvir! Espero que gostem e se inspirem! Não deixem de clicar em gostei, me contarem nos comentários o que acharam e de se inscreverem no canal. Beijos e fiquem com Deus ♥

    junho 25, 2016 ----------- Dicas e Truques Voltando Aos Cachos
    Hey pessoal, aqui quem fala é a Fran Bona. Hoje mais uma vez o post será sobre transição capilar, bora lê?
    Na minha opinião quando o assunto é transição capilar, um dos maiores desafios é o Big Chop (Grande Corte). Quando decidi fazer a transição, prometi a mim mesma que iria cortar os cabelos somente quando a parte natural chegasse ao ombro, mas quem está passando ou já passou pela transição sabe o quanto é dificil lilar com duas texturas do cabelo. Minha transição durou 45 meses, nesse tempo fiz vários tipos de texturizações, por mais que eu tentasse eu não tinha paciência para fazer texturização quase todos os dias. Mesmo não aguentando mais, eu ainda inssistia na ideia de cortar os cabelos quando estivessem “longos”. Os dias passavam e eu só me extressava mais e mais, até que deu a louca e decidi que faria meu BC. Decidi do dia para a noite, era o bc ou abrir mão da transição… Então acabei com esse problema, cortei e me libertei! 
    Eu adorava meus cabelos longos, mas meu único arrependimento é de não ter feito o bc antes. É aquele papo de sempre, me senti livre! A transição não é somente capilar, é sobre tudo de você. Foi um processo de construção, aceitação sobre o que realmente sou. A transição me ajudou a construir minha identidade, ela provocou mudanças, me fez melhor e mais confiante. 
    Ter os cachos de volta não é tão rápido quanto alisar, por isso muitas garotas acabam desistindo de ter os cachos de volta. A transição é sofrida sim, mas farei uma analogia sobre qualquer crise, inclusive a  crise da transição capilar: A lagarta se alimenta da crise (a crise seria o casulo). 

    Vamos lá:
    A larva fica em estado de total repouso por um período que vai de uma semana a um mês, dependendo da espécie, e os tecidos do seu corpo vão se modificando. Quando a borboleta já estiver pronta, ela rompe o casulo. Uma vez livre do casulo, é preciso colocar as asinhas de fora.
     A metamorfose não é privilégio apenas da borboleta. É a partir de uma crise que abrimos a porta para novas oportunidades. Eu sei, chega uma hora que pensamos: Não vou conseguir! Mas é nessas horas que devemos buscar inspiração e força para continuar… Esse post é principalmente para quem está pensando em desistir da transição ou está com medo de fazer o big chop. Separei várias imagens maravilhosas para vocês se inspirarem, e quem sabe tomar coragem para se livrar da parte lisa. 
    As vezes nem precisa ser pela raiz, tudo depende do tempo de transição. Mas se você quer radicalizar e prefere raspar toda a cabeleira, também está valendo! O importante é ficar bem consigo mesma, sempre haverá comentários desmotivantes e desnecessários, mas não tenha medo de arriscar por conta de opinião alheia. Nunca se esqueça, o mundo vai ser de acordo com o óculos que você põe, tudo depende da forma que você vê a situação.
    Para incentivar vocês, vou mostrar uma garota a qual sou super fã! Foi exemplo para mim e com certeza é para vocês também ahahah. Quem aí conhece uma garotinha chamada Ana? 
    Na maioria das vezes temos que abrir mão de muitas coisas para conquistar o que queremos. Mas se sempre ficarmos na zona de conforto, nunca tornaremos nossos sonhos em realidade.
    A VIDA É MUITO CURTA PARA PASSAR TANTO TEMPO EM TRANSIÇÃO!
     (Blog cacheia)
    Vamos pode me acompanhar nas redes sociais:

    abril 29, 2016 ----------- Beleza Voltando Aos Cachos
    Hey pessoal, lembram de mim? Sou a Fran Bona, mas não aquela Fran dos cabelos gigantes, super liso e colorido. Sou essa da imagem a cima, bem diferente do que vocês estavam costumados a ver por aqui, né? Devo dizer que a explicação para tudo isso gera uma grande história, então senta que lá vem história! 
    Durante muito tempo o que me fazia feliz era meus cabelos gigantes, liso e colorido. Eu presava a “perfeição”, odiava frizz e não aceitava nenhum fiozinho fora do lugar! Nunca imaginei que um dia eu me desapegaria de minhas madeixas, até conhecer a história da Ana.
    Tudo começou quando assisti um vídeo onde a nossa Aninha contava um pouco sobre sua história capilar, no vídeo ela mostrou o bc e o resultado do corte (VÍDEO). Esse vídeo me emocionou demais, me identifiquei com muitas coisas ditas ali. Quando o vídeo acabou, comecei refletir sobre tudo o que Ana havia dito, fui em direção ao espelho, me vi com um olhar diferente… O que tem de mim nesse reflexo? Tudo o que eu pensava era que aquele cabelo liso e os olhos azuis, passavam longe de quem eu era ali por trás, foi muito difícil, até porque eu nunca havia pensado dessa forma. Nesse momento resolvi me libertar de todos os padrões que eu mesma havia feito sobre mim, e logo decidi que queria meus cachos de volta. Nunca foi uma questão de beleza, mas sim de aceitação, me aceitar como eu realmente era. 
    Assim iniciei minha transição capilar. Não digo que foi fácil, é difícil lidar com mudanças! A Transição é um momento muito complicado, só passando por essa fase para saber o quanto isso meche com nossa autoestima. É difícil lidar com duas texturas, a vontade de alisar e desistir de tudo é muito grande! O que mais me deixou balançada na transição, é que eu sabia que meu cabelo não estava tão legal no momento, e sempre vinha alguém me lembrar de como meu cabelo era lindo liso. Me diziam para voltar com o liso, mas eu resisti e persisti, fiquei o máximo que consegui longe de todos os objetos de calor para os cabelos. 
    No
    início a ideia era retirar a parte lisa quando meus cabelos estivessem mais ou
    menos na altura do ombro. Então, fiz várias texturizações para tentar igualar
    as texturas, isso por mais ou menos quatro meses. Até que chegou um dia que
    cansei das duas texturas e não queria mais fazer texturização, a única saída
    seria o bc, oh meu Deus, nunca me imaginei de cabelo curtinho, muito menos
    cacheado. Confesso que chorei litros antes de tomar essa decisão, vi vários
    vídeos de bc no youtube, procurei várias cacheadas coloridas, até que me deu a
    louca e resolvi cortar somente a parte de baixo do cabelo para ver como era a
    forma de meus cachos (eu não me lembrava da definição deles). Logo de cara me
    apaixonei por meus cachinhos, a vontade de cortar ficou ainda maior! No dia
    seguinte fui ao salão com minha mãe, nós duas cortamos os cabelos.

    O primeiro corte foi um pouquinho a cima do ombro, não retirei toda a parte lisa. Portanto ainda não estava satisfeita, queria me livrar de uma vez do liso! Passou-se uma semana, fiz meu bc. 
    O bc foi a melhor coisa que fiz na minha
    vida, a sensação de liberdade é inexplicável! Fico pensando o por que demorei
    tanto para retirar o liso, estou me sentindo maravilhosa. A transição foi
    sofrida sim, mas consegui chegar onde queria, me sinto ótima! O mais incrível é
    que essa metamorfose não aconteceu somente nos meus cabelos, mas sim no meu
    ser, o antigo está diferente, está novo! Eu me libertei, mudei meu jeito de
    vestir, falar, e até mesmo pensar. Por isso digo que não é somente uma questão
    de beleza, mas sim de personalidade!
    Se você está pensando em desistir da sua
    transição capilar, pense mais a respeito! Será que desistir é o melhor a fazer?
    Eu sei que é difícil, que muitas pessoas não entendem sua decisão e acabam te
    criticando. Mas saiba que depois do seu bc, essas mesmas pessoas muito
    provavelmente serão as primeiras a dizer que seu cabelo está maravilhoso! Ao
    meu ver, a aprovação das pessoas não tem muita importância, o que realmente
    importa é como você vai se sentir. Então garota, siga seu coração, faça o que é
    melhor para você, pois só você sabe o que te faz feliz. 
    Não importa o que fizeram com você, o que
    importa é o que você fez com aquilo que fizeram com você.”
    Jean Paul Sartre
    _________________________________
    Vocês podem me encontrar em minhas redes sociais:
    agosto 10, 2015 ----------- Vídeos Voltando Aos Cachos
    SOCORRO, PASSOU MUITO RÁPIDO! 1 ANO QUE FIZ MEU BIG CHOP! E como a minha vida mudou. Não tenho muito o que falar aqui, por que já falei absolutamente tudo no vídeo. Cliquem no play, assistam até o final, absorvam cada aprendizado e depois me contem como anda o coração de vocês – seja você uma cacheada assumida, em transição, ou se nem é cacheada. Ahhh, e não esqueçam de clicar em “gostei” e inscreverem-se no nosso canal! ♥


    Muito obrigada por tudo! :’)

    Apenas Ana (C) 2017 DESIGN POR SARA SILVA