• Decorando o quarto com araras de roupa

  • Eu me comparo com outras pessoas?

  • #VoltandoAosCachos: Eduarda Ranielle

  • novembro 17, 2017 ----------- Voltando Aos Cachos

    Oi, genteeee! Sexta-feira aqui no blog é sempre um dia de histórias inspiradoras. São tantos depoimentos legais que vocês mandam, obrigada! Hoje, a gente vai conhecer a Eduarda Ranielle, de 15 anos, que mora em Recife, Pernambuco. Uma transformação muito, muito, muito incrível! <3

     

     

    Nunca soube como cuidar do meu cabelo, então pedi a minha mãe para alisar. Pensava que assim meu sofrimento acabaria. Eu tinha em torno de 10 anos quando tudo começou. Passei 2 anos alisando. Quando estava com 13 anos minha mãe disse que não alisaríamos mais porque estava acabando com meu cabelo. Minha mãe teve a brilhante idéia de fazer um Permanente Afro no meu cabelo para tirar a parte lisa, no começo ficou lindo. Depois de uma semana que fiz o permanente eu fui lavar o cabelo e ele começou a cair na minha mão.

     

     

    Fiquei tão desesperada que não sabia o que fazer. A cada lavagem caia mais, cheguei a pensar que ficaria careca! Até que ele parou de cair, comecei a usar coque no cabelo até ele começar a crescer. Passei um 1 ano e 3 meses na transição até decidir fazer o BC. No dia 20 de fevereiro de 2016 fiz o famoso Big Shop, e minha vida mudou desde então. Fiquei mais feliz, comecei a me aceitar do jeito que eu sou. Hoje, depois de 1 ano com o cabelo natural, posso dizer que todo esforço e cada dia da transição valeu super a pena!

     

     

    O que é autoestima pra você? Para mim, autoestima é você se amar do jeito que é e não ligar para os estereótipos da sociedade. É você se vestir do jeito que quiser, ter o cabelo da forma que quiser, falar do jeito que quiser e não se intimidar com o que os outros pensaram de você.

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? A minha forma de ver o mundo e saber que não existe beleza perfeita, cada um é lindo da maneira que é.

     

    E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    novembro 11, 2017 ----------- Voltando Aos Cachos

    Oi genteeee! Nessa sexta-feira vamos conhecer a história da Sâmara Barbosa de Souza, que mora numa cidade chamada Pavão, no interior de Minas Gerais, e tem 20 anos. É um depoimento tão lindo! Espero que ele possa inspirar todas vocês também. <3 Se quiserem acompanhar de pertinho a Sâmara, é só a seguir no Instagram.

     

    Desde muito nova fiquei conhecida como a menina das trancinhas no cabelo. Levei essa fama atéeee o colégio. Todos os dias estava lá com duas trancinhas (ou Maria Chiquinhas) no meu cabelo. Naquela época não havia no mercado as milhares de opções de cosméticos específicos para cabelo cacheado. Era simplesmente frustrante o dia de lavar o cabelo pois sabia o quanto trabalho minha mãe tinha para desembaraçar os fios. A vida toda sempre ouvi: Nossa menina, quanto cabelo, dá pra vender e ainda sobra. Realmente era muitooooo cabelo até que um dia minha mãe me levou ao salão da minha tia para passar um relaxante na raiz para acabar com o volume. Queria ser como as outras meninas, me encaixar no padrão. Lá fomos nós.

     

     

    Após uma semana via o quanto a química começava a passar o efeito sobre o meu cabelo. Veio depois os retoques ate um certo tempo quando eu mesma já pagava pelo procedimento capilar. Foi aí então que fiquei conhecendo a escova inteligente que prometia mil e um benefícios. Tudo o que eu mais queria era não ter que ir todo mês retocar a raiz do cabelo e que ela não voltasse ao normal tão depressa ao ponto de me queimar sozinha todos os dias com a chapinha e depois de meia hora viria o volume. Fiz a escova e na primeira vez foi um sonho ter o cabelo liso sem nenhuma ondinha sequer, sem ter que viver com o cabelo preso pra disfarçar.

    Ao chegar a terceira vez que fui fazer o retoque voltei pra casa e fiz uma trança meu cabelo. Quando me deparei a quantidade mínima que eu tinha comecei a chorar muito com um medo absurdo que eu nunca mais teria um cabelo forte e saudável. Foi aí então que eu parei com todo tipo de química e até o uso do secador no cabelo. Comuniquei a minha mãe a minha decisão e nunca me esqueço das palavras dela: seu cabelo nunca voltará a ser cacheado.

     

     

    Corri o risco mas fui em frente. Pesquisei vários canais no Youtube até encontrar o seu. Fazia hidratações, cortava de pouco a pouco em casa as pontas que estavam esticadas. Contudo, meu cabelo havia crescido de forma que no dia 19/04/2015 fiz o meu BC. Fui ao salão e tirei todas as pontas. Foi um grande susto quando me vi no espelho. Uma Sâmara que estava ali dentro de mim há anos. Logo surgiram os comentários maliciosos, as críticas, os apelidos, mas também os elogios pela coragem. Segui cuidando cada vez mais da minha jubinha que crescia forte, saudável e maravilhosa.

    Hoje já faz um ano e dez meses que assumi os meus cachinhos e percebi o quanto mudei desde então. A auto estima de uma mulher é composta por tantos sentimentos, é mais que só capricho. Não só assumi minha identidade mas me redescobri através de uma ditadura onde a sociedade me fazia acreditar que aquele jeito era o certo. Naquela época, não houve um dia sequer que eu aceitei de verdade um elogio, eu não me amava, muito menos gostava do que via no espelho. Passar pela transição onde eu AMAVA comprar um pacote cheio de canudos de refrigerante e enrolar mecha por mecha e depois de uma hora tirar tudo e ver o resultado foi um processo que me mudou por dentro também.

     

     

    Passei a transferir a confiança para todos os sentidos da minha vida, passei a confiar que eu era capaz de sonhar e conquistar mesmo com o vento negativo que poderia encontrar no meu caminho. Atualmente tenho 20 anos, moro numa pequena cidade, trabalho no emprego dos sonhos e faço faculdade de Ciências Contábeis todos os dias numa cidade que fica a 100km de distância da minha. (SOU FELIZ POR TUDO QUE CONQUISTEI).

    A mensagem que deixo é: SEJA VOCÊ. Todos os outros já existem. Não importa se você goste do seu cabelo com química ou sem. O importante é olhar pro seu íntimo e agradecer a Deus por ter te feito daquele seu jeitinho. É amar de verdade VOCÊ! Não há nada mais gostoso na vida do que sentir amor próprio verdadeiro. Hoje eu não choro mais para desembaraçar meu cabelo, ele voltou ao normal e mais bonito ainda. Me olhar no espelho hoje é sinônimo de satisfação diária não só pela atitude de resgatar meu cabelo, mas de mudar a minha vida.

     

     

    Ana, agradeço a você pelas dicas que expõe no seu canal, por me inspirar a sonhar e acreditar que tudo pode se tornar real, basta acreditarmos que podemos alcançar. Não me canso de dizer o quanto sou fã do eu trabalho. Que Deus e Maria Santíssima abençoe sua vida e seus dons! Meninas que estão na transição: CORAGEM. Você notará que a transição capilar pode ir além e ser também uma transição de vida de cada uma de vocês.

    OBS: Sonho em um dia pode ter um canal e inspirar as pessoas a se redescobrirem assim como você.

     

    E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

    novembro 8, 2017 ----------- Dicas e Truques Voltando Aos Cachos

    Oi genteeee!! Hoje vou contar pra vocês como hidratar o cabelo da forma certa! Dei várias dicas pra te ajudar quando for cuidar do seu cabelo e mostrei também como cuido do meu, espero que gostem! E me contem o que acharam, se inscrevam no canal e cliquem muito em gostei! Beijos ♥

    novembro 3, 2017 ----------- Voltando Aos Cachos

    Oi genteeee! Hoje eu trouxe o depoimento que a Pâmela de Almeida Santana mandou pra mim por e-mail. Ela tem 30 anos e mora em Jundiaí, São Paulo. A Pâmela compartilhou a história da sua transição capilar e o resultado é incrível! Espero que vocês gostem! 😀

     

     

    É semelhante a de tantas outras histórias…. acredito que por falta de informação e produtos de qualidade, desde de criança meu cabelo vivia todo bagunçado, preso, ressecado, sem brilho e sem vida, até que minha mãe arrumou uma “solução”, aos 7 anos já começou a passar química no meu cabelo. Na época eu achei o máximo, finalmente meu cabelo balançava, estava “liso” como das minhas amigas da escola…. (que ilusão).

     

     

    A partir daí não parei mais, foram inúmeros relaxamentos, permanente afro, progressivas, chapinha, muitos cortes e cores, sem contar os gastos. Mas eu nunca me senti realmente bonita ou satisfeita com a minha aparência. E quando ia na piscina ou praia aí era pior ainda, não tinha o que fazer que ficasse bonito. Eu também não tinha o hábito de cuidar do cabelo com hidratação, nutrição ou restauração, por isso sempre tinha que cortar o cabelo.

     

    Enfim, até que em dezembro de 2013 fui viajar pra Minas e passei muito calor, fazia 1 mês que tinha feito progressiva, mas não conseguia fazer escova e chapinha por causa do calor e meu cabelo ficou horrível. Foi aí que eu me revoltei com as químicas. E comecei a pesquisar na internet sobre cabelos cacheados, e encontrei vc Ana. Eu estava com 27 anos e vc sendo tão jovem foi tão corajosa de assumir o seu cabelo, cortar curtinho, eu pensei: eu também vou conseguir!

     

     

    Não foi nada fácil, fora meu marido, mãe e irmã, ninguém mais me apoiou. Eu ouvia muitas críticas, coisas que me deixavam pra baixo mesmo, mas aí eu corria na internet e me inspirava de novo. Após 6 meses sem química, fiz o big chop dia 7 de maio de 2014. Tive muita vontade de chorar na hora, mas quando eu passei o creme e vi ele todo cacheado fiquei mega feliz. Ainda assim continuei ouvindo muitas críticas, mas algo mudou dentro de mim, eu já não ligava mais, me sentia linda como nunca antes, me sentia tão eu.

     

     

    Agora já se passou quase 2 anos, muita coisa mudou  em mim por dentro e por fora, tenho 2 filhos, um de 4 anos e uma menina de 9 meses (que já está com cachinhos), quero muito que eles se orgulhem de mim como mãe, como mulher, principalmente a minha menina Manuela que terá seus próprios cachinhos. Hoje me cuido muuuuuuuuito mais, do cabelo, do corpo e da mente. E todas aquelas críticas???? Se transformaram em inúmeros elogios de amigos, parentes e desconhecidos, não só pro cabelo, mas pela coragem e determinação, e tenho muito orgulho disso.

     

    Sou muito mais feliz e me sinto realmente linda. Autoestima pra mim é me cuidar, me amar, me aceitar como Deus me fez. Obrigado Ana pelos seus vídeos, foram e ainda são muito importantes e inspiradores pra mim. Além de tudo isso, minha irmã, minha mãe e mais algumas amigas resolveram assumir seus cachos também. Algumas fizeram o bc agora ou estão em transição. <3

     

    E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!
    Apenas Ana (C) 2017 DESIGN POR SARA SILVA