• #VoltandoAosCachos: Thamíris Gerardi

  • 8 jeitos incríveis de usar calça jeans no friozinho

  • maio 30, 2018 // Comente

     

    Pelúcia é um daqueles materiais que só saem do nosso armário no inverno, e ajudam qualquer look a ficar mais glamuroso e chique. Por ser sintético, ele esquenta bastante e o torna perfeito para os dias e as noites mais frias do ano, especialmente se estiver combinado com alguma sobreposição. Separei algumas composições mais dia a dia e outras mais elegantes para vocês se inspirarem a tirar as peças de pelúcia do guarda-roupa. 😉

     

     

    Um look quentinho para o dia é o da Katerina, que usou um colete de pelúcia rosa com um suéter clarinho, uma saia jeans bordada e um coturno colorido com meia até a canela. O jeans ajuda a informalizar a composição, assim como a pelúcia colorida, que deixa qualquer roupa mais divertida. A Gabi usou sua blusa de pelúcia com uma saia branca, fazendo uma combinação preta e branca clássica, mas bem linda. Preto e branco também usou a Rochelle, mas com um casaco listrado com vermelho, o que tirou aquele ar basicão do look.

     

     

    A Brandy optou por uma combinação de suéter de pelúcia e calça bem clarinhos, o que é ótimo porque foge um pouco das cores escuras que sempre aparecem no inverno. Para contrastar, finalizou o look com uma sandália de amarrar preta. A Gabi deu um tchan a mais na composição basiquinha de blusa preta e calça jeans com um casacão de onça de pelúcia incrível. Já a Tanesha usou uma paleta de cores mais escura com azul0-marinho e preto. Na parte de cima, fechou seu casaco de pelúcia até o pescoço e usou com uma calça de couro preta. Fica a dica: couro com pelúcia fica super elegante! <3

     

     

    Por fim, os looks mais diferentões (e incríveis!) do post. Mesmo num look simples como o da Brandy, o casaco de pelúcia fez a diferença. Com alguns acessórios mais ricos, ela está pronta pra ir em um evento mais importante. A Monica está super arrumada com o seu casaco de pelúcia vinho, mas ela quebrou a formalidade com um tênis branco nos pés. É uma boa estratégia pra se usar quando quer informalizar o look! Já a Freddie fez uma sobreposição de vestido estampado, suéter preto e casaco de pelúcia preto. Nos pés, ela ainda ousou mais: colocou uma sandália preta aberta com meia preta também! Uma super inspiração pra gente. Que tal começarmos a ousar mais nas nossas composições? 😀

    maio 25, 2018 // Comente

    Oi genteee! Trouxe pra vocês mais uma história de #VoltandoAosCachos que recebi por e-mail. Hoje, a Ana Cecília Gomes, que tem 17 anos e mora em Brasília, compartilhou com a gente o depoimento do seu processo. Espero que vocês gostem. 🙂 E se você quiser mandar seu texto pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

     

    Bom, eu comecei a alisar meu cabelo desde muito nova, quando eu ainda morava em Unai (eu sou de Unai). Meu sonho era ter o cabelo liso e comprido, e na primeira vez que alisei, eu me senti kkkk. Desde então eu só alisava meu cabelo, vivia com ele escovado… com 11/12 anos eu fiz relaxamento em um salão, que ACABOU totalmente com meu cabelo, detonou mesmo, só caia por causa do produto que não deu certo, só quebrava… daí eu parei de alisar e ele começou a dar uma crescida, mas nada que fosse bonito. Com o passar dos anos fui parando de alisar com química, mas não largava pra nada o secador e chapinha, dai foi quebrando e ficando aquelas pontinhas espigadas sabe…

     

     

    2015 não era diferente, era pior… época auge da adolescência né, e eu queria sempre ficar bonita, passava chapa o tempo todo, se eu visse uma mecha um pouco enroladinha, já ligava a chapa e passava. Como pode ver nas fotos, meu cabelo não desenvolvia, não crescia. Pra mim, era a pior coisa, eu acho. Pois ao meu redor sempre tinha meninas com o cabelo grande, e eu com o cabelo crespo e curto… evitava sair para lugares que tinha piscina, pq não gostava dele natural pra nada; evitava sair em dias chuvosos pq o frio ia acabar deixando ele super alto. 

     

     

    Em 2016 eu ainda usava chapa, mas ela com menos frequência, todo final de semana eu lavava e passava chapa. Passei muito tempo sem alisar com química, só usava secador e chapa, mas detonava muito o meu cabelo, então não era bom. No dia 7 de Agosto de 2016 tudo mudou, pq eu sempre acompanhava a Ana Lidia, ainda mais por viver em Unai e já ter morado, e todo mundo de Unai falava “você acompanha a Ana Lidia?”, “deixa seu cabelo natural”, “segue as dicas da Ana Lídia”… e nesse dia 7 de agosto eu estava em Unai, foi quando eu vendo alguns vídeos da Ana Lídia, eu decidi do nada postar uma foto com o cabelo natural no Facebook, onde todo mundo comentou, falou pra eu não desistir e tudo mais.  

     

     

    Em dezembro de 2016 eu coloquei box braids (onde pra mim foi a fase que eu mais me senti bem comigo mesma, onde mais aproveitei e conseguia tirar fotos).  Coloquei as tranças no final de 2016 e tirei em Novembro de 2017… quase um ano depois (eu fazia manutenção de 2 em 2 meses/ 3 em 3, pq eu tinha muito medo de tirar as tranças, ficava insegura e tudo mais. Mas eu tive coragem pq falei “vou tirar só pra deixar meu cabelo respirar um pouco e pra hidratar”, pq as tranças resseca muito o cabelo com a falta de água. Mas eu consegui ser forte e tirar pra ver como meu cabelo ia ficar, pra ver se já tinha crescido, e cresceu bastante… todo mundo adorou e eu fui começando a aceitar, na verdade, ainda estou em fase de aceitação. E o mais legal de tudo é que não precisei fazer BC, pq meu cabelo não tinha mais química, eu apenas detonava muito com secador e chapa. 

    Agora essa sou eu em 2018! Graças a Deus eu vi que depender de química ou qualquer outra coisa, que me “rouba de mim”, que esconde minha verdadeira identidade, era perda de tempo. Mais feliz que nunca!!!!

     

     

    O que é autoestima pra você? Autoestima para mim é você se olhar no espelho e gostar do que vê, é se arrumar, não para os outros, e sim para você, e se achar linda e livre. Autoestima pra mim é muito mais que beleza exterior, é principalmente interior; se você estiver se sentindo bem consigo mesmo, tudo já está valendo. Autoestima pra mim é gostar do eu que há dentro de mim, é “me gostar” com todas as qualidades e defeitos, do jeitinho que Deus fez!

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Eu poderia dizer que quase tudo… antes eu tinha um certo preconceito com crespas/cacheadas (confesso), e agora não há beleza mais bonita, eu chego a nem achar cabelo liso bonito kkkk. Não só meu exterior mudou, mas o que há dentro de mim também… a forma de pensar, de agir, de ver as coisas; o estilo!

    maio 23, 2018 // Comente

     

    No dia a dia, é muito fácil cair na rotina com a maquiagem, né? Usamos sempre os mesmos produtos, as mesmas cores, e tudo do mesmo jeito. Mas existe taaaaaanta possibilidade na maquiagem que não temos desculpa para não ousar mais! E nem precisa ser tão mirabolante: só uma cor diferente já deixa o visual bem mais interessante! Separei algumas ideias pra vocês começarem a sair da zona de conforto do neutro e colocar um pouco mais de cor na maquiagem do dia a dia. É bem fácil e nem precisa de tanta habilidade assim, olha só! <3

     

    1. Delineador colorido

     

    O delineador preto é sempre o queridinho de todas. Mas dá pra inventar moda e sair com outras cores no delineado sim, e fica lindo demais! E nem precisa comprar vários delineadores de cores diferentes, porque dá para fazer esse efeito com as sombras e os batons que você tem em casa. Tudo o que vai precisar é um pincel chanfrado, daqueles que as cerdas ficam na diagonal. No caso da sombra, é só molhar o pincel, passar na cor que você quiser e delinear o olho. 😉 E lá no canal tem um vídeo ensinando a fazer um delineado com batom líquido, fica liiiiindo:

     

     

    2. Sombra colorida

     

    Sabe aquela cor de sombra que fica lá esquecida no meio da paleta? Por que não usá-la mais? A gente sempre vai nas cores mais basiquinhas, mais neutras, mas é legal também variar um pouco, testar tons que você ainda não experimentou. Se rolar aquela insegurança, fica a dica: você pode testar a maquiagem num dia que for ficar em casa, e aí ir experimentando combinações, se olhando no espelho e ver se aquela maquiagem combinou! A gente não pode esquecer que esse é um momento de diversão, e não precisa levar muito a sério. Se não deu certo, é só tirar a maquiagem e pronto!

     

    3. Rímel colorido

     

    Quase nunca lembramos que existem rímeis de cores diferentes, né? E eles fazem um efeito tão legal que não teria como não falar deles por aqui. O rímel colorido dá um toque de cor na maquiagem super diferente, mas sem exagerar tanto. Os tons mais comuns são roxo e azul, e você pode até usar num dia que a maquiagem esteja mais basiquinha, mais neutra. Vai dar um visual incrível e chamar bastante atenção para o seu olho! 🙂

     

    4. Batom colorido

     

    Já falei sobre batons diferentões aqui no blog, lembra? Você já testou algum deles esse ano? Se não, ainda dá tempo. 😀 Os batons têm o poder de deixar qualquer look, mesmo o mais neutro, mais interessante. E é muito legal sair da zona de conforto e perceber outros tons interessantes que não são comuns. Vale até os mais vibrantes, como rosa-choque e roxo até os mais fechados, como azul e preto. Quer inspiração? Vem ver esse tutorial aqui:

     

    maio 11, 2018 // Comente

    Oi genteee! Hoje vou trazer para vocês a história da Joyci Stephany, que passou a valorizar mais os seus cachos desde a época do meu Big Chop! 😀 No depoimento dela, vocês vão ver como é importante que as pessoas ao redor também valorizem o seu processo. Espero que gostem!

    E se você quiser mandar seu texto pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

     

     

    Oi Ana. Tudo bem? Bom a minha história é mais sobre aceitação. Desde a época do seu bigshop eu apenas observava sua coragem de #VoltarAosCachos porém nada fazia. Na minha antiga escola eu sofria muito com provocações e bullying, porém no meu último ano naquele colégio eu passei a dar mais valor, contudo ainda tinha medo da definição do volume e tudo mais, tanto é que eu voltei a usar meu cabelo que a raiz ja era bem lisa de ladinho bem abaixadinho com o gel ou usava-o com piranha.

     

     

    Mas isso passou. Mudei de escola e vi que lá as pessoas eram diferentes quanto aos seus gostos, nunca julguei ninguém por conta de seu cabelo e lá ninguém me julgou. Então passei a dar mais volume mais definição fazendo mais maquiagem e outras a minha AUTOESTIMA aumentou. Mas ainda assim tinha vergonha do meu passado, com essa vergonha eu fui no meu Facebook e apaguei tudo TUDO do meu cabelo antigo. Mas depois de um tempo percebi que eu não deveria ter feito, aquilo era uma fase. Entretanto eu cresci e aprendi a guardar cada pedacinho de mim como algo que eu possa usar pra futuramente incentivar outras garotas. Eu fui ao perfil do face do meu pai procurar um antes porque senão, não haveria como eu lhe mostrar a diferença.

     

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva