• #VoltandoAosCachos: Ana Cecília Gomes

  • Maquiagens coloridinhas pra sair do neutro!

  • Abril 27, 2018 // Comente

    Oi genteee! Sexta-feira é dia de depoimento no #VoltandoAosCachos, vocês já sabem né? E hoje vou compartilhar a história da Emanuelly Magal, que tem 20 anos e mora em Santo Antônio de Jesus, na Bahia. E se você quiser mandar seu texto pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Quero muito conhecer a sua história!

     

    Me chamo Emanuelly, tenho 20 anos e atualmente moro em Santo Antônio de Jesus na Bahia. Eu sempre fui insegura com minha aparência principalmente quando se tratava de cabelo, desde novinha eu alisava o cabelo pois achava que era mais bonito ter o cabelo liso como das outras meninas ao meu redor. Quando eu saía pra certos lugares tipo shows ou no Shopping, me sentia inferiorizada pois me achava feia e eu de alguma forma queria parecer com as meninas que tinham cabelo liso e eram estilosas.

     

     

    Já aconteceu de eu deixar de ir pra certos lugares porque meu cabelo estava “inchado” (raiz grande) e sempre quando acontecia isso, eu me isolava e deixava de ver as pessoas. Não posso esquecer também de que além disso, eu sofria bullying no colégio porque eu era magra e alta então tudo isso contribuía para uma péssima autoestima.

     

     

    Em 2010 eu fui morar em Santo Antônio de Jesus e lá pude ter mais contato com a Internet pois na época que eu morava em Salvador eu não tinha celular. Conheci o Youtube depois que não tinha mais graça haha, e comecei a ver vários vídeos onde as meninas falavam sobre uma tal “Transição Capilar”, fui pesquisando mais sobre o assunto e decidir entrar na transição. Foi um período muito difícil e não foi uma vez só que pensei em desistir.

     

     

    Em 2015 fiz o BC e foi a decisão mais sensata que eu tomei em minha vida! Foi algo libertador e embora eu tenha sido muito zoada pela decisão que tomei de parar de alisar o cabelo, eu não me arrependo.

     

     

    Hoje, eu me sinto maravilhosa do jeito que Deus me fez e a cada dia que passa eu entendo que não há nada de errado comigo, que eu sou linda do jeito que eu sou e essa é a minha identidade. Autoestima é o meu hoje! É eu me aceitar e me amar do jeito que eu sou. É o que brota de dentro pra fora e nos faz sentir que sendo nós mesmas podemos ser muito mais! 

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva