• #VoltandoAosCachos: Thamíris Gerardi

  • 8 jeitos incríveis de usar calça jeans no friozinho

  • março 8, 2018 // Comente

    Oi genteee! Hoje vocês vão ler o depoimento da Talita Regina Gonçalves Silva, que tem 21 anos e mora em Camaragibe, uma cidade do estado de Pernambuco. Ela compartilhou a sua história comigo por e-mail, por isso, espero que vocês gostem e também se identifiquem!

     

    Bom, primeiramente, na minha adolescência eu não gostava do meu cabelo. Sempre usava ele bem preso ou com muito creme para tentar “domar” o volume. Tinha fixo na minha cabeça aquela frase que as pessoas sempre falavam: cabelo bom é cabelo liso. Eu via minhas amigas alisando o cabelo e achava muito lindo, e começava a me sentir inferior. Foi então que decidi alisar meu cabelo. Não me contentei em apenas alisar, e me tornei escrava da chapinha. Não contente com o resultado, decidi passar alisamento e Botox ao mesmo tempo. O tempo foi passando e meu cabelo foi sofrendo as consequências de toda aquela agressão. Chegou um momento que meu cabelo já estava tão fragilizado que começou a partir. Ele já não estava mais respondendo as hidratações e os cuidados que tinha.

     

     

    Comecei a ser influenciada por alguns familiares e amigos a passar pela transição, mais sempre recusava. Até que um dia me peguei curiosa com a possibilidade de assumir meus cachos. Qual foi a primeira coisa que fiz? Fui pesquisar sobre transição capilar e conheci a Ana Lídia essa blogueira, youtuber incrível, cheia de experiência quando a questão é transição. Fiz maratona de vídeos, juntei várias ideias boas na cabeça, e foi nesse exato momento que tive um choque de realidade. Pensei comigo mesma: tenho um cabelo tão lindo natural, e acabo ofuscando essa beleza na tentativa de me padronizar com o que as pessoas querem ver. Me sentia muito limitada, pois a qualquer lugar que fosse, tinha que pranchar o cabelo, não podia pegar chuva, suar? Nem pensar. Chegou um momento que eu cansei de tudo aquilo. Foi então que com a ajuda da Ana Lídia, com a ajuda da minha família e amigos decidi passar pela transição. Comecei no mês de março de 2016. Minha transição foi um momento difícil e gostoso ao mesmo tempo.

     

     

    Fazia muita receitinha caseira para crescimento capilar, cuidava muito dos meus cachinhos que começaram a surgir. Mais tinha aqueles momentos em que não me achava bonita, era muito difícil arrumar o cabelo com duas texturas, chorava muito quando ia para algum lugar e não conseguia arrumar o cabelo. Creio que esses momentos são normais para quem passa pela transição, mais o que eu aprendi principalmente vendo os vídeos da Ana, foi a não desistir, pois no final vale muito a pena. Foi então que chegou o momento do meu big chop. Exatamente no dia 11 de dezembro de 2016, sim passei 09 meses em transição. Meu corte foi em casa com a ajuda da minha irmã, que me apoiou desde o começo. Assim que me vi no espelho, senti uma sensação tão maravilhosa que não consigo explicar.

     

     

    Parece que havia tirado um peso enorme de mim. Me sentia leve. Eufórica. Feliz e realizada. E a partir daí foi só amor com meu cabelo. Tinha medo da reação das pessoas ao me ver. Mais foi totalmente o contrário do que eu pensava. Muita gente adorou. Claro que teve algumas pessoas que me olharam meio torto ou perguntaram porque eu não esperei mais tempo para cortar. Mais o importante é você estar se sentindo bem. Saiba que quando você passa pela transição, você tem que se preparar para opiniões positivas e negativas. E foi exatamente o que eu fiz. Hoje já estou com nove meses de cabelo natural e sou simplesmente apaixonada pelo meu cabelo.

     

     

    Espero que minha história sirva de inspiração para quem ler. E quero deixar um recadinho para quem está passando pela transição. Não desista. É uma fase, vai passar. Se apegue ao pensamento de que no final vai valer a pena. Eu sempre digo que eu assumi meu cabelo não foi por moda, pois não estou seguindo moda, estou seguindo minhas raízes, meu natural. Deus me fez assim e te fez assim. Se ame do jeitinho que você é. E não deixe que opiniões contrarias venham tirar o seu foco. Vai valer a pena cada esforço seu. <3

    O que é autoestima pra você? Autoestima para mim é você está bem consigo mesma. É você se olhar no espelho e se sentir feliz com o que vê. É você se amar primeiro que tudo. É você se sentir bonita, e capaz. Enfim, em poucas palavras é você se amar do jeitinho que você é. Sem tirar nem por.

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Exatamente TUDO! Costumo dizer que a transição não muda apenas seu cabelo, mais você por completo! Hoje me sinto muito diferente do que era antes, não só fisicamente, mais mentalmente. Hoje me sinto muito mais bonita, muito mais confiante, muito mais madura. Me sinto muito feliz e forte.

    ©2018 - Apenas Ana - Todos os direitos reservados // Design por Sara Silva