• Decorando seu quarto com luzinhas de Natal

  • #VoltandoAosCachos: Letícia Ramos de Souza

  • Looks com calça jeans de cintura alta para te inspirar

  • setembro 22, 2017 ----------- Voltando Aos Cachos

    Em 2014, eu decidi começar meu processo de transição capilar. Quem me lê pelo blog e me vê pelo Youtube acompanhou toda a história, um projeto chamado #voltandoaoscachos (que hoje passou 160.000 compartilhamentos no Instagram!).

    Eu sempre quis trazer histórias de outras meninas aqui e, por isso, hoje é um dia muito especial: esse é o primeiro de muitos posts com as aventuras de vocês nesse processo de reencontro com o próprio cabelo. São histórias lindas de garotas que começaram a se amar mais no momento que se redescobriram. Nosso cabelo é mesmo muito poderoso!

    Hoje, selecionei o e-mail da Fernanda Souza, de 21 anos e que mora em Canoas, no Rio Grande do Sul. Espero que vocês gostem e que fiquem tão felizes com o depoimento dela quanto eu fiquei! Que mudança incrível! <3

     

     

    Como todas as cacheadas, sofri muito na infância e na adolescência por causa dos meus cabelos. Me chamavam de bombril, cabelo sujo, embaraçado, duro e achava isso MUITO errado, achava errado ter cabelo crespo, achava errado o volume e não me sentia bem em nenhum aspecto, tudo culpa do meu cabelo.

    TODAS minhas amigas tinham cabelo liso e quem tinha mais condições de ‘tacar’ a definitiva era a bombada. Nunca tive condições pra isso, por isso nunca passei química nenhuma, apenas chapinha. É curiosa isso, pois na verdade passei por uma transição totalmente diferente do que vejo. Meu cabelo sempre foi crespo, mas não tinha vida, não tinha amor.

    Comecei a olhar videos no Youtube e pesquisar, por exemplo: “Como arrumar cabelo crespo sem molhar pela manhã?” Pois odiava ter que sair com o cabelo molhado, até porque achava que era só assim pra ele se ajeitar de novo. Achei alguns canais de cacheadas que me inspiraram muito. A primeira foi a Camila Santana, pois tinha o cabelo parecido com o meu.

     

     

    Meu processo foi: 

    – Tirar a divisão certinha no meio da cabeça, vamos dividir mais pro lado.
    – Ele não estar tão definido nem é tão ruim. Penteados lindos nas cacheadas, aprendi vários.
    – A moral mesmo é sem divisão nenhuma, tira isso.
    – PENTE GARFO!!!
    – Ana Lídia disse pra não ter medo do volume, não tenha. 

    E aos poucos eu me descobri, dei vida, cuidei, valorizei e simplesmente ME AMEI.

    O que é autoestima pra você? Valorizar o que você tem, se libertar.

    O que mudou na sua vida depois que você se aceitou? Minha personalidade hoje é muito mais forte. Eu vejo a vida com outros olhos e isso, consequentemente, muda tudo. Não tenho medo de ousar, usar e abusar do que gosto e vejo as pessoas com outros olhos tbm. Tenho muito mais amor no ♥.

     

     

    E se você quiser mandar seu depoimento pra mim também, é só acessar essa página e ver como fazer. Tô doida pra conhecer a sua história!

    1. Carolina de Jesus set 22, 2017

      Lindaaaaa! Amei, o cabelo ficou show, como é bom nos descobrirmos né? ❤❤❤👏👏👏

    2. APARECIDA NASCIMENTO set 27, 2017

      Que lindaaaa! Eu amo ver as histórias de transição capilar, pois muito mais que o cabelo a mudança é interna!
      Já estou ansiosa para ver as próximas histórias! <3

      Blog Cida Cachos

    Apenas Ana (C) 2017 DESIGN POR SARA SILVA